Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aprender e ensinar

Aprender e ensinar

10/06/2014 14h05 - última modificação 10/06/2014 14h06

Lucia Wenceslau participou da 6th Annual K-12 Language for Business Conference, na Flórida International University. Crédito: Arquivo Pessoal

Sonho de entrar em sala de aula foi além da Universidade. Com auxílio de curso de Licenciatura a distância, egressa estabeleceu carreira internacional

Nem sempre é fácil conquistar a profissão dos sonhos. Obstáculos surgem e às vezes é preciso abrir mão de certas coisas para cumprir as responsabilidades mais urgentes. Esse foi o caso de Lucia Wenceslau dos Santos, que sempre teve o desejo de cursar uma universidade.

“Desde meus 14 anos tinha o sonho de estudar na Metodista. Entretanto, meus pais foram morar muito longe de São Paulo, onde desenvolvi minha vida, com algumas surpresas difíceis de enfrentar, como uma viuvez aos 29 anos. Trabalhei muito para priorizar a educação das minhas filhas. Voltar a estudar para mim ainda era um sonho a ser realizado, mesmo sem saber como”, conta Lucia.

Em busca dessa realização, Lucia descobriu a possibilidade da Educação a Distância (EAD). Quando voltou a São Paulo arrumou um emprego em uma editora e viajou por 23 estados brasileiros divulgando coleções da Enciclopédia Barsa. “Naquele tempo a internet não oferecia todas as facilidades que existem hoje para pesquisas. Foi por meio dos cursos que fazia na Barsa que soube dos projetos da EAD no Brasil, que ainda eram embrionários”, explica.

Ao divulgar as coleções em escolas da região amazônica, Lucia reafirmou sua vocação. “Ali foi o tempo em que eu tive certeza do que nunca duvidei: eu ainda entraria em sala de aula para ensinar.” Assim, ela descobriu os cursos EAD da Metodista e, mesmo com 40 anos completos, decidiu que voltaria a estudar, optando pelo curso de Licenciatura em Letras – Português/Espanhol, no polo Mauá, em São Paulo. “As chances para o mercado com essa idade diminuem, porém eu também queria provar para mim mesma que era possível; além disso, também aprenderia um outro idioma.”

Enquanto aluna, Lucia afirma que suas expectativas foram superadas. A egressa inclusive está escrevendo um livro sobre o assunto. “Dizer que eu ‘nasci de novo’ depois do curso não é exagero. Toda a assistência que recebi durante a minha formação quebraram paradigmas. O profundo compromisso da EAD em formar profissionais de valores fizeram a diferença no meu destino.”


Carreira

Atualmente, Lucia mora em Miami, trabalha na AOTP(American Organization of Teachers of Portuguese – Organização Americana de Professores de Português ) e é voluntária da Fundação Vamos Falar Português, além de dar aulas de português para executivos e realizar tradução simultânea em eventos.

“Por meio da língua espanhola que aprendi fluentemente no curso e a Licenciatura em língua portuguesa pude encontrar oportunidades fora do Brasil. Eu não tinha quase experiência na área, o diploma da Metodista foi e tem sido a ‘chave’ que abre as portas para mim”, aponta Lucia.

Todo o esforço teve reconhecimento. Lucia conquistou o terceiro lugar no IV Concurso Achei USA com um conto que escreveu e também a décima primeira colocação no IV Concurso Internacional de Monografias sobre a obra de Lygia Fagundes Telles, um concurso disputado por professores doutores de todo mundo.

“O curso não apenas auxiliou, mas proporcionou minha carreira. Essas conquistas só foram possíveis pela excelente formação que recebi. Também fui aceita no curso de Educação Continuada em POLH (Português Língua de Herança) no Instituto Brasil em Mente de Nova York. No início do ano participei na Flórida International University do 6th Annual K-12 Language for Business Conference, um curso excelente com programas em português para estrangeiros”, revela.

Lucia é clara na hora de recomendar cursos na modalidade a distância e aponta que é necessário prestar atenção em detalhes e não só em adquirir um diploma. “Alguns lugares estão interessados em fabricar diplomas em massa. Às vezes, por falta de informação, as pessoas não investigam sobre o curso ou Instituição de Ensino que escolhem. É extremamente importante acompanhar as avaliações do Ministério da Educação e outros órgãos responsáveis, nos quais a Metodista merecidamente recebe excelentes pontuações”, completa.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: