Você está aqui: Página Inicial / Notícias EAD / Polo de Blumenau participa de integração entre escolas e mercado de TI promovido pela Prefeitura

Polo de Blumenau participa de integração entre escolas e mercado de TI promovido pela Prefeitura

Representantes de ensino e empresas se reuniram para fomentar qualificação de mão de obra

11/09/2017 15h38

Objetivo do encontro é qualificar mão de obra local (Foto Marcelo Martins/PMB)

O Polo de Blumenau da Educação a Distância Metodista participou de encontro com instituições de ensino convidadas pela Prefeitura Municipal para interagir com empresas locais de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação). O objetivo foi promover a integração entre os setores e fomentar a qualificação de mão de obra, além de aumentar as oportunidades de emprego nesse ramo econômico. São mais de 600 empresas de TIC na região.

O Polo de Blumenau foi representado pela gestora Joyce Bublitz, que destaca a importância de aproximar as políticas pedagógicas das demandas emergentes dos representantes dos setores. “Juntos é possível construir uma linha entre poder público, empresas e instituições de ensino com sinergia, mantendo a transformação, visão e inteligência coletiva”, diz.

O encontro foi comandado pelo prefeito Napoleão Bernardes, além dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo, Móris Kohl, e de Educação, Patrícia Lueders. “Tivemos a iniciativa para entrelaçar as pontas do setor acadêmico com o empresarial. Apresentamos às instituições de ensino um mercado que é pujante, com muitas vagas abertas e em busca de pessoas com formação específica. Por outro lado, as instituições puderam demonstrar o que têm a oferecer em termos de qualificação acadêmica”, explicou o prefeito. De acordo com o secretário Móris Kohl, a aproximação entre mercado e instituições de ensino é uma das metas do Plano Municipal de Desenvolvimento Econômico (Pedem).

Línguas e lógica

Entre os principais pontos apontados pelas empresas estão a qualificação de profissionais em línguas estrangeiras como inglês, alemão e espanhol, além da inclusão do ensino de lógica desde a educação básica. “Identificamos a necessidade de incentivar os jovens a reconhecer no setor de TI um ramo promissor e isso começa desde cedo, na escola”, observou a secretária Patrícia Lueders, que se comprometeu a estudar uma forma de inserir o tema na rede municipal e buscar também o envolvimento da rede estadual, para alcançar alunos do ensino médio.

O coordenador geral do programa Entra 21, da Blusoft, Sérgio Tomio, sugeriu campanha na cidade que motive futuros profissionais a buscar qualificação na área. “Percebemos que as instituições de ensino têm cursos a ofertar, mas a procura ainda é baixa por formação no setor de tecnologia. Precisamos mostrar quão promissora é a carreira”, ressaltou.

As instituições de ensino também se colocaram à disposição das empresas para estabelecer parcerias que possibilitem qualificar futuros profissionais, bem como atualizar quem já está no mercado.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,