Você está aqui: Página Inicial / Notícias EAD / Alunos de Gestão Hospitalar EAD vão implantar lavanderia no Paraná

Alunos de Gestão Hospitalar EAD vão implantar lavanderia no Paraná

Aline e José Luis, do 2º ano, serão gestores de lavanderia hospitalar da Elis Brasil em Maringá

25/09/2017 21h40 - última modificação 15/05/2018 20h01

Aline e José Luis: crescendo na contramão do País

A máxima de que em períodos de crise deve-se investir em formação e capacitação cai como luva para o casal Aline Martins e José Luis Lopes de Oliveira. Nos últimos dois anos, enquanto o País enfrentava forte retração econômica, eles apostaram na carreira cursando Gestão Hospitalar na Educação a Distância Metodista e estão colhendo frutos antes mesmo de encerrar a graduação: Aline e José Luis foram convidados pela Elis Brasil, onde atuam na planta de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, para trabalhar na planta de higienização hospitalar de Maringá, no Paraná. 

A formação que estão tendo na Universidade Metodista de São Paulo foi praticamente o motor de arranque da ascensão profissional do casal, que integra a primeira turma do curso de Gestão Hospitalar, iniciado em 2015. Aline tem passagens pelo Hospital Emílio Ribas, onde conheceu o curso EAD, por Dante Pazzanese e pela Beneficência Portuguesa, na Capital. Passou de encarregada de lavanderia para analista de produção e qualidade nestes dois últimos anos e agora comandará a lavanderia hospitalar da Elis Brasil em Maringá.

Diploma Metodista

José Luis passou pelos setores de hotelaria e logística antes de chegar à Lavebras, que foi incorporada pelo grupo internacional da Elis Brasil. Em dois anos e meio, praticamente no decorrer do curso da Metodista, José Luis passou de líder de expedição para encarregado e supervisor de produção, sendo promovido agora para supervisor sênior na nova unidade paranaense.

“Sem dúvida o curso possibilitou esse salto na carreira, já que nossa empresa valoriza muito a profissionalização dos quadros. Tanto que nos incentivou a prosseguir estudando e vamos terminar a graduação pelo Polo de Londrina”, conta José Luis, que fará colação de grau em dezembro de 2018 e Aline, em agosto de 2018.

O nome da instituição também pesou na decisão: “Ter um diploma da Metodista traz prestígio. Vamos andar 80 quilômetros de Maringá a Londrina, mas não vamos deixar o curso”, diz Aline. Ela testemunha que a graduação fez crescer sua visão do segmento de saúde, já que a lavanderia interage com todos os setores de um hospital, desde a hotelaria até a nutrição e infraestrutura clínica.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,