Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Assessoria de Relações Internacionais / Notícias / 2018 / Grupo de intercambistas americanos é recebido na Metodista

Grupo de intercambistas americanos é recebido na Metodista

Alunos vêm da Roberts Wesleyan College, em Nova York

08/05/2018 21h10 - última modificação 08/05/2018 21h12

Após a experiência positiva que tiveram no ano passado em sua “viagem-teste”, professores e estudantes da Roberts Wesleyan College retornaram à Universidade Metodista para uma quinzena de imersão na cultura brasileira. 20 discentes e três docentes foram recebidos pela equipe da Assessoria de Relações Internacionais (ARI), pela Reitoria e coordenadoria de graduação nesta terça-feira (08).

“Nos sentimos muito honrados com sua presença aqui, espero que possam levar muito conhecimento de volta à Universidade de vocês”, declara o professor Paulo Borges Campos Jr., Reitor da Metodista. A professora Alessandra Zambone, Coordenadora de Graduação, também deu as boas-vindas ao grupo, ressaltando os valores compartilhados pelas duas Instituições de Ensino Superior. “Temos a preocupação com a formação profissional e humanista dos alunos, além da internacionalização, acredito que essa será uma experiência muito proveitosa”, diz.

Os universitários passarão os próximos dias participando de atividades como aulas de inglês e de sustentabilidade, oficinas de capoeira e visitas à mata atlântica e a pontos turísticos de São Paulo. No primeiro dia na Universidade, foram brevemente apresentados ao Brasil, à região ABC, à Educação Metodista no Brasil e à Universidade Metodista de São Paulo.

Vanessa Martins, Gerente de Relações Internacionais, destacou a extensão do Brasil, sua importância econômica e social e desmistificou alguns estereótipos famosos sobre os brasileiros. Além disso, falou a respeito da história de comprometimento e compromisso ético da Educação Metodista no Brasil.

“Nossa missão é ter influência na sociedade, não apenas formando profissionais que sabem fazer o trabalho técnico, mas é importante ensiná-los a serem pessoas boas, não apenas para o Brasil, mas para a humanidade”, explica o professor de Psicologia Paulo Bessa da Silva.

Choque cultural

Vanessa ressalta, sobretudo, as divergências culturais entre brasileiros e americanos e quão rica é a experiência de estudar em um novo local. “De longe vocês podem pensar que não somos tão diferentes, pela forma que agimos e nos vestimos. Mas as pessoas pensam diferente, elas sentem de forma diferente aqui. Vocês vão poder aprender muito sobre outras pessoas e sobre vocês mesmos”, completa.

Desde não jogar papel higiênico no vaso sanitário até não bater as portas dos carros, os estudantes receberam orientações para compreender como os brasileiros se comportam. Eles também ficam hospedados em casas de família, o que complementa a vivência da cultura local.

Confira fotos do evento de boas-vindas:

Visitantes da Roberts Wesleyan College - 2018

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,