Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Medicina Veterinária / Egressos realizam residência veterinária no Jockey Club de São Paulo

Egressos realizam residência veterinária no Jockey Club de São Paulo

Com duração de um ano, o programa consiste na especialização na área clínica e cirúrgica de equinos

19/06/2015 20h40 - última modificação 22/06/2015 13h08

Rodrigo Nieman durante procedimento de artroscopia. Foto: arquivo pessoal

O último ano de Rodrigo Nieman foi intenso, seguindo escala de 36 x 12. Para cada 36 horas de trabalho, apenas 12 de folga. Recém-formado, era esta sua rotina como residente do Jockey Club de São Paulo.

Para conquistar a vaga, foram seis provas práticas e orais sobre anestesiologia, cirurgia, patologia, clínica médica de equinos, semiologia, raio-x e procedimentos de entrada e saída de animais, que incluem diferentes tipos de exames, além de análise de currículo.

Como o objetivo do Jockey é a formação de clínicos e cirurgiões, a maior parte das atividades de Rodrigo consistiram em atuar como auxiliar nas cirurgias, inclusive de madrugada, durante os plantões. Havia ainda as idas a Campinas, onde fica o Centro de Treinamento, a cada dois meses. “É por isso que eu digo que o residente nunca pode encarar a residência ou um programa de trainee como primeiro emprego. É uma pós-graduação onde você recebe para colocar mesmo a mão na massa”, afirma.

Entre os selecionados para o período seguinte, que teve início neste mês de junho, está Joyce Bueno Florêncio, também formada pela Metodista. Mesmo com pouco tempo, ela conta que a experiência está sendo bastante proveitosa. “Minha expectativa de realizar um programa de residência é a complementação da formação acadêmica e aplicar os conhecimentos obtidos na universidade na prática do dia a dia com o respaldo de profissionais”.

Responsável pela parte clínica de grandes animais do curso e do Hospital Veterinário, o professor Thiago Noronha destaca que “a residência, seja ela na área que for, é uma importante etapa na formação de qualquer profissional da medicina, incluindo a veterinária”. Ele comenta que, embora existam excelentes faculdades que tradicionalmente oferecem programas de residência de qualidade, a do Jockey tem seus diferenciais. “Ela oferece contato com inúmeros casos clínicos de enfermidades emergenciais com tratamento médico e/ou cirúrgico, ensinamentos e também contato com profissionais junto a médicos veterinários de renome internacional”.

Já o coordenador de Medicina Veterinária, professor Nilton Zanco, orgulha-se ao comentar sobre os destaques dos egressos da Universidade em processos seletivos de residência. “Acontecimentos como esses mostram que estamos no caminho certo e que o curso da Metodista tem formado excelentes profissionais e garantido a sociedade, a qualidade, o respeito e as melhores condições para os animais”.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , ,

NILTON ABREU ZANCO - COORDENADOR
nilton-zanco.jpg
Veja o minicurrículo

 


Receba informações de oferecimento deste curso

 

medicina-veterin├бria.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

Acesso Restrito

Portal do Aluno / Docente
Portal CAPES
INFORMAÇÕES DO CURSO

Modalidade: Presencial
Grau: Bacharelado
Reconhecimento: Portaria Nº 01 de 06/01/12 
Duração: 5 anos
Campus: Planalto
Mensalidade - 1º semestre de 2016: R$ 2.335,00, para pagamento até o dia 6 de cada mês, por meio do programa de desconto. O valor da mensalidade sem o desconto é de R$ 2.594,44.
Horário de aula:  Manhã: 7h30 às 13h30/ Noite: 19h30 às 23h. Poderão ocorrer aulas aos sábados. 
Avaliação MEC: CPC: 3 / CC: 3

Graduação Presencial