Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Série Dilema Habitacional #01 Moradia

Série Dilema Habitacional #01 Moradia

Primeira entrevista da série destaca a crise habitacional e as ocupações em São Paulo

25/05/2018 15h30 - última modificação 05/07/2018 17h26

Vittória Cataldo 

O desabamento do prédio ocupado por cerca de 146 famílias no centro de São Paulo ocorrido no dia 01 de maio de 2018 trouxe à tona discussões acerca do dilema habitacional e a luta por moradia no Brasil. Pensando em aproximar a temática à universidade, a Cátedra Unesco/UMESP de Comunicação para o Desenvolvimento Regional promoveu um debate com especialistas da área de Planejamento e Gestão de Território, a respeito das ocupações e sobre a possível crise habitacional que o país vem enfrentando.

A primeira entrevista da série Dilema Habitacional, com o engenheiro civil Francisco Comaru, levanta questionamentos referentes aos prédios ocupados pelas famílias que não tem onde morar e os problemas estruturais de moradia que São Paulo enfrenta, principalmente na região central. De acordo com ele, o que aconteceu no prédio em São Paulo traz à tona o problema estrutural de moradia que nós vivemos. "Precisaria ter políticas estruturais, políticas públicas de habitação e programas para a região central, que começasse retomando a questão da função social da propriedade", declara. 

Comaru explica que a taxa de crescimento da população que vive em favelas, cortiços, ocupações e loteamentos clandestinos, vem sendo maior do que a taxa da população em geral. Porém, as respostas do poder público são insuficientes ou contrárias a essa manutenção e a inclusão social das famílias desabrigadas. Segundo ele, as ocupações são uma maneira de pressionar os poderes públicos por políticas de habitação em regiões bem localizadas. "Em um país tão desigual igual ao Brasil, políticas de habitação que possam assegurar moradias dignas em áreas bem localizadas, é uma forma muito importante de inclusão e de reparação das injustiças da exclusão história que a população de baixa rende sofre", ele afirma.

Francisco atenta que é preciso esclarecer para população sobre a crise da moradia que o país está enfrentando, para que problemas desse tipo não volte a se repetir e também conscientizar a população da situação da sociedade em que vivem.

Segue vídeo com a entrevista completa:

 

Comunicar erros