Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Saiba quais são as ações que a UNESCO está tomando para lidar com a COVID-19 no Brasil

Saiba quais são as ações que a UNESCO está tomando para lidar com a COVID-19 no Brasil

29/05/2020 17h49

O combate às fake news, a liberdade de imprensa e a segurança dos jornalistas são algumas das medidas que a UNESCO está tomando, junto a outros órgãos e empresas, para lidar com a crise pandêmica no Brasil. Ações de proteção social, que já estavam no centro das atenções, se tornam, agora, ainda mais importantes no apoio às comunidades mais vulneráveis. Foi  assumido  o  compromisso  de  apoiar  governos e a sociedade  civil  de  seus  Estados-membros para reforçar os laços de solidariedade global. 

 Medidas na área de ensino, cultura e comunicação foram tomadas para contribuir com os ministérios da Educação em diversos países. Uma dessas medidas foi assumida pela diretora-geral da Organização, Audrey Azoulay, que lançou uma Coalizão Global  com o  objetivo de  facilitar  as  oportunidades  de  aprendizagem  inclusiva  para  crianças  e  jovens  durante o  período  de  interrupção  educacional. Veja, abaixo, outras medidas que a UNESCO já adotou nessas áreas:

  • Mobilização junto à Cátedra de Educação a Distância da Universidade de Brasília (UnB) e à instituição Educa Digital para repositório de recursos educacionais abertos (REA), com o objetivo de ampliar a oferta de materiais e conteúdos educacionais de qualidade e de acesso livre, além de projeto de formação de professores na área de REA.

  • Elaboração de conteúdos relacionados à COVID-19.

  • Apoio técnico ao projeto Imprensa Jovem, da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME-SP), para o combate às fake news.

  • Disseminação  de  informações  sobre  o  sistema  educacional  brasileiro,  da  educação  básica  ao  ensino  superior,  para  compor  a  base  regional  (América  Latina e Caribe – LAC) e global de informações da UNESCO sobre a COVID-19.

  • Elaboração  de  uma  página  web  com  as  principais  publicações  sobre a COVID-19 e os temas da UNESCO. 

  • No âmbito da resposta humanitária ao fluxo migratório de venezuelanos, trabalho em parceria com outras agências da ONU e organizações para lidar com a COVID-19. 

  • Devido  ao  número  de  aidamos  (líderes  comunitários) contaminados  pela COVID-19, e diante da possibilidade de perda do conhecimento ancestral e cultural dessa comunidade,  trabalho  conjunto  com  indígenas migrantes  (Warau),  que  culturalmente  transmitem  o  seu  conhecimento  e  suas  tradições  por  via  oral,  para  registrar  suas  tradições.

  • Cooperação internacional na área científica  por meio de mecanismos de ciência aberta. 

  • Campanha on-line para apoiar artistas, profissionais de cultura e indústrias criativas

  • Desenvolvimento de ações com parceiros para o enfrentamento dos  impactos da COVID-19 sobre a cultura.

  • Na área de comunicação e informação, produção de conteúdos  educacionais  abertos  para  várias  plataformas,  especialmente TV  educacionais,  para  combater  as  desigualdades  digitais e garantir o acesso à informação e ao conhecimento. 

  • Material de áudio para redes públicas de rádio sobre a COVID-19.

  • Segurança e proteção de jornalistas que estão realizando a cobertura da pandemia no Brasil.

Para conhecer todas as medidas definidas pela UNESCO no combate à COVID-19 acesse o link: 

https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000373460.locale=en 

 

Comunicar erros