Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Nova titularidade da Cátedra UNESCO/UMESP de comunicação

Nova titularidade da Cátedra UNESCO/UMESP de comunicação

Professor Roberto Chiachiri é o novo titular da Cátedra UNESCO/UMESP

08/11/2018 19h20 - última modificação 11/11/2018 14h37

Flávio Santana 

Por mais de duas décadas a Cátedra UNESCO/UMESP de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, localizada na Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), vem revolucionando os estudos da Comunicação Latino-Americana. Dirigida pelo Prof. José Marques de Melo, o espaço seguiu, ao longo dos anos, cumprindo sua missão de promover o intercâmbio entre instituições e pesquisadores não só do Brasil, como também da América Latina, tornando-se referência nos estudos dos fenômenos sociais, culturais e comunicacionais.

A possibilidade do então Instituto Metodista de Ensino Superior (IMS) sediar uma das quatro Cátedras de Comunicação previstas da América Latina foi, inicialmente proposta em 1994 pelo professor Alejandro Alfonso, membro do Conselho Regional de Comunicação da UNESCO para a América Latina, e se baseava em dois pressupostos. O primeiro, teria a ver com a Igreja Metodista que, na época, se destacava pelo seu diversificado complexo educacional na Região Metropolitana de São Paulo, principalmente por seu destaque no campo da Comunicação Social. Segundo, pela figura do professor José Marques de Melo, reconhecido internacionalmente nesta área do conhecimento e, principalmente, pelo seu título de Catedrático UNESCO de Comunicação, honra cedida pela Universidade Autônoma de Barcelona, em 1992.

Em 18 de janeiro de 1996 o Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Itamaraty) oficializou à UNESCO a concordância para que a nova Cátedra fosse instalada no então “Instituto Metodista de Ensino Superior” (atual Universidade Metodista de São Paulo). A seguir, em 21 de maio, ocorreu a solenidade oficial de instalação da Cátedra no campus da UMESP localizado em Rudge Ramos, município de São Bernardo do Campo, uma data de legitimação e comemoração de um dos grandes legados de Marques de Melo, ao assumir o espaço e torna-lo ponte entre conhecimento e o desenvolvimento, através da sua grande marca universidade/sociedade. Tal processo estimulou fatores determinantes para a concretização dos objetivos esperados, tanto por parte da UNESCO como pela UMESP, bem como por dezenas de pesquisadores que, seguindo os passos do mestre catedrático, o ajudaram a construir um importante espaço de disseminação de pesquisas na área da Comunicação.

Atualmente a Cátedra UNESCO segue, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (PósCom) da UMESP, abrangendo a coordenação e realização de eventos, pesquisas, programa de estágio pós-doutoral, cursos, entre outras ações.

 

O catedrático inspirador

Reconhecido academicamente em todo o território nacional e internacional, o Catedrático UNESCO de Comunicação, José Marques de Melo, foi acolhido pela Igreja Metodista, durante a cassação do seu mandato na USP a partir de 1975, período no qual encontrou ambiente favorável ao desenvolvimento de seus projetos.  Em 1978 iniciou o processo de criação de um centro de estudos pós-graduados, ao criar o Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da UMESP, que está completando 40 anos.

Anistiado em 1979, José Marques de Melo reassumiu sua cátedra na USP, exercendo-a em regime de dedicação exclusiva ao ensino e à pesquisa e, em 1993, após sua aposentadoria na USP, retorna à UMESP para completar seu legado na instituição até o fim da sua vida, em junho de 2018. O pesquisador dedicou vinte e dois anos da sua produção acadêmica às atividades da Cátedra, se tornando detentor de uma vasta produção acadêmica de pesquisas e articulando apoio institucional e parcerias entre agencias de fomentos, universidades e associações de pesquisadores de todos o país.

 

O Acervo do Pensamento Comunicacional Latino-Americano

As atividades desenvolvidas pela Cátedra UNESCO/UMESP priorizavam o fortalecimento das identidades culturais regionais e locais, e ao resgate das pesquisas em comunicação da América Latina, articulação acadêmica internacional entre pesquisadores latino-americanos, denominado Pensamento comunicacional latino-americano. Dessa produção, surgiram grandes frutos reunidos em um acervo, inaugurado em 1999, dentro da própria Cátedra UNESCO, que até hoje permanece disponível para toda a comunidade científica.

O acervo, intitulado Acervo do Pensamento Comunicacional Latino-Americano, enriquecido a partir da produção e da difusão intelectual dentro da própria Cátedra, levou a ampliação dos repertórios de diversas bibliotecas e centros de pesquisas especializados em comunicação, permitindo o diálogo com pensadores do próprio continente. Nesse segmento, se tornou espaço de fomento e difusão dos paradigmas latino-americanos que, em paralelo, trouxe uma produção dos pensadores em seus próprios programas de pós-graduação, permitindo, assim, que essas novas ideias chegassem à sala de aula. Ademais, a Cátedra UNESCO/UMESP possibilitou que os pesquisadores pudessem enxergar as principais contribuições dos seus pioneiros e contemporâneos no campo científico da comunicação social.

Localizado na Cátedra UNESCO/UMESP, o Acervo é composto por uma longa produção, em mais de dez mil documentos em diversos segmentos da comunicação, frutos da conexão entre regiões de todo o país, numa troca de relações estratégicas que tornaram possível o rompimento das barreiras e possibilitando a inserção cultural do Brasil no cenário internacional da pesquisa em comunicação.

 

A disseminação dos estudos em Comunicação a partir da Cátedra

As atividades promovidas pela Cátedra UNESCO/UMESP, em seu primeiro quinquênio de atuação, evidenciaram sua capacidade em mobilizar a comunidade acadêmica, através de redes nacionais e internacionais, possibilitando a inserção cultural do Brasil no cenário internacional de pesquisas em comunicação. Sem sombra de dúvidas, esse e outros fatores foram significativos para o reconhecimento de “Cátedra Modelo”, durante a realização da “Reunião Anual da Rede de Cátedras da UNESCO em Comunicação”, no ano de 1999.

Nesse vasto caminho de produção, nasceram frutos que ainda hoje lançam sementes na disseminação das pesquisas da comunicação. É o caso, portanto, dos eventos acadêmicos que brotaram da construção acadêmica de José Marques de Melo: Conferência Brasileira de Comunicação e Marketing Político (Politicom); Conferência Brasileira de Mídia Cidadã; Conferência Brasileira de Estudos de Comunicação com o Mercado (Ecom); Conferência Brasileira de Comunicação Eclesial (Eclesiocom), atualmente integrando o Grupo de Pesquisa (GP) Comunicação e Religião dos Congressos promovidos pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom); A Rede de Estudos e Pesquisas em Folkcomunicação (Rede Folkcom), que promove, há 20 anos, as Conferências Brasileiras de Folkcomunicação (Folkcom);

 

Vinte anos do Jornal Brasileiro de Ciências da Comunicação (JBCC)

Instituído em 17 de agosto de 1998 no interior da Cátedra UNESCO, o Jornal Brasileiro de Ciências da Comunicação (JBCC) se tornou o veículo divulgador dos principais fatos relacionados à comunidade acadêmica da área de comunicação, possibilitando uma conexão nacional e internacional da produção científica, fomentando o desenvolvimento das ciências da comunicação.

O veículo, que atualmente segue sua trajetória em uma plataforma virtual, completa exatos 20 anos, circulando, até julho de 2004, como publicação semanal, atualmente segue com produção quinzenal, contando com a participação de alunos dos Cursos de Graduação (Jornalismo e Rádio, Televisão e Internet) e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (PósCom) da UMESP.

 

Nova titularidade da Cátedra UNESCO/UMESP

Nila Maria

Com o falecimento do prof. Dr. José Marques de Melo, em 20 de junho deste ano, foi necessário encontrar um outro nome para dar continuidade aos projetos e os trabalhos iniciados por ele. No último mês de setembro, Antônio Roberto Chiachiri Filho assumiu a titularidade da Cátedra UNESCO/UMESP.

Professor titular do programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Metodista (PósCom/UMESP) desde fevereiro de 2018, Roberto Chiachiri é professor convidado na Université Paris 1 Sorbonne (França), e mestre e doutor em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Para Roberto, coordenar a Cátedra significa imprimir seus esforços para a inserção mais ativa da América Latina no âmbito internacional do campo de pesquisa em comunicação. Ele diz que não está à frente da Cátedra, mas que coordena “um grupo coeso e bastante competente, que, juntos, vamos levando adiante o trabalho que o Professor Marques iniciou”.

Sua intenção é trabalhar para dinamizar o espaço da Cátedra, para que, através da impressão de seus valores e de sua marca, ela seja reconhecida como um grande centro de pesquisa, que esteja aberto não somente para a comunidade da Universidade Metodista, mas, também, segundo ele, “para todo pesquisador que tenha interesse em desenvolver seu trabalho conosco”.

Chiachiri tem a expectativa de que a Cátedra amplie seu universo, estreitando as relações com os programas de graduação e pós-graduação. Para ele, o papel da instituição é cumprido quando se faz isso. Desta forma, ele espera poder trabalhar ao lado de outras universidades, nacionais e estrangeiras.

Para ele, “o caminho primeiro, agora, é reforçar a marca Cátedra UNESCO/UMESP de Comunicação”, explorando essa chancela a fim de que, cada vez mais, o nome da Cátedra seja reconhecido no campo de pesquisa em comunicação.

Comunicar erros