Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Notícias JBCC / XI Eclesiocom debate novas significações visuais da religião no campo comunicacional

XI Eclesiocom debate novas significações visuais da religião no campo comunicacional

05/08/2016 17h30

Arthur Marchetto

Por muito tempo, a imagem teve uma presença periférica na filosofia e no estudo da linguagem. Vista como meio de representação direta, exata e não passível de interpretações diversas, excluía qualquer demanda por um estudo sobre a leitura social e cultural.  Nos anos 90, numa chamada “virada visual”, os estudos visuais apareceram e constituíram uma cultura visual, que não é somente uma construção social do visual, mas também uma construção visual do social.

Assim, os estudos visuais ampliam seu alcance e os estudos originalmente vinculados à história da arte e à estética passam a abranger os produtos midiáticos e a materialidade do cotidiano. “Na sociedade contemporânea, imagem é tudo. Há até mesmo teorias no campo da comunicação que nos falam de uma sociedade iconofágica, em que somos seres que ‘comem imagens’ e também somos ‘engolidos por elas’”, segundo a professora Magali Cunha, coordenadora da Conferência Brasileira de Comunicação Eclesial (Eclesiocom). “Com a internet e as mídias sociais isto fica ainda mais potencializado, vide o lugar que a fotografia e a produção de vídeos assumiram no cotidiano por conta dos smartphones”, concluiu.

Os efeitos da “virada visual” chegaram aos estudos da religião, criando o campo conhecido como “cultura visual religiosa”. As pesquisas tratam, entre outras coisas, do estudo da imagem na história das tradições religiosas, do uso da tecnologia audiovisual e dos recursos midiáticos na elaboração do discurso religioso, e da resistência e/ou preferência da utilização das mídias como ferramenta proselitista. Magali Cunha comenta que, nas religiões, as imagens sempre foram um elemento componente das práticas individuais e coletivas de cultivo da fé. “As mídias, da mesma forma que no campo social mais amplo, potencializaram e deram novas significações a esta dimensão da visualidade na religião”, afirmou Cunha.

É para discutir as novas significações e os novos sentidos que a mídia trouxe para a expressão e cultivo da fé que a Conferência Brasileira de Comunicação Eclesial (Eclesiocom) celebra a sua 11ª edição sob a temática “Comunicação, Religião e Cultura Visual”. A XI Eclesiocom acontecerá na cidade de Engenheiro Coelho, interior paulista, no dia 18 de agosto e terá, no período da manhã, conferência com o professor da Duke University, Dr. David Morgan e, à tarde haverá atividades dos grupos de trabalho.

David Morgan é diretor e professor do Departamento de Estudos em Religião na Duke University, Carolina do Norte (Estados Unidos da América) e também professor no Departamento de Arte, História e Estudos Visuais da mesma universidade. Recebeu seu PhD na University of Chicago em 1990, publicou diversos livros e dezenas de artigos sobre história da cultura visual religiosa, história da arte, teoria crítica e mídia e religião.

As inscrições vão até o dia 12 de agosto. Para se inscrever como ouvinte no evento sem ser aluno ou professor da Unasp-EC é preciso clicar aqui e pagar a inscrição de R$45,00. Para alunos e professores, o pagamento é feito no caixa da faculdade: para os docentes o valor é de R$45,00 e para os discentes o valor é de R$25,00.

 

XI Conferência Brasileira de Comunicação Eclesial

Data: 18 de agosto de 2016

Horário: 8h às 18h

Local: Centro Universitário Adventista de São Paulo, Estrada Municipal Pr. Walter Boger, Km 3,4, Caixa Postal 11, sem número – Bairro Lagoa Bonita – Cidade Engenheiro Coelho (SP), CEP 13165-970, Tel. (19) 3858-9000.

Inscrição: Professores da Unasp-EC: Até 12/08 – R$45,00 (no caixa da faculdade).

Alunos da Unasp-EC: Até 12/08 – R$ 25,00(no caixa da faculdade).

Demais ouvintes: Até 12/08 – R$45,00 (aqui).

E-mail: contatoeclesiocom@unasp.edu.br

Facebook: http://facebook.com/eclesiocom

Site: http://unasp-ec.edu.br/eclesiocom/

Comunicar erros