Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Notícias JBCC / Congresso Ibero-Americano de Comunicação homenageia José Marques de Melo

Congresso Ibero-Americano de Comunicação homenageia José Marques de Melo

30/06/2016 17h05 - última modificação 30/06/2016 17h11

Arthur Marchetto

Criada em 2007, a Associação Espanhola de Pesquisa da Comunicação (AE-IC) tem como objetivo promover o estudo na área de comunicação e facilitar encontros e intercâmbios de informações sobre o campo comunicacional. Como um dos caminhos que auxiliam o alcance desse propósito, a AE-IC promove o Congresso Ibero-americano de Comunicação, que chega à sua 5ª edição esse ano, sob a temática “Comunicação, Cultura e Cooperação”.

O evento acontece de 4 a 8 de julho, em Madrid, e é organizado a partir das seções temáticas e dos Grupos de Trabalho (GTs). As seções temáticas são divididas em: Comunicação estratégica e organizacional; Estudos de audiência e recepção; Produção e circulação de conteúdo; Estudos sobre o discurso; Comunicação e cultura digital; Estruturas e políticas da comunicação; Teorias e métodos de investigação em comunicação. Os GTs são divididos em: Comunicação e cidadania; Estudos de gênero e comunicação; História da pesquisa em comunicação.

Como parte da programação do evento, o Congresso Ibero-americano de Comunicação fará uma homenagem ao prof. José Marques de Melo. Em texto, a vice-presidente da AE-IC, Margarita Ledo Andión, justifica que, desde “Estudos de jornalismo comparado”, publicado em 1972, até os livros “História Política das Ciências da Comunicação” e “Mídia e Cultura Popular”, lançados em 2008, o professor tem feito contribuído com “observação das mudanças, do multiculturalismo, do diálogo entre a formação e construção de uma comunidade de pensamento e de ação” e, além disso, Marques de Melo também “internacionalizou o espaço de comunicação da América Latina e também apresentou estudos das relações - visível e invisível - entre mídia, democracia e poder”, segundo a vice-presidente.

A Cátedra UNESCO/Metodista produziu um vídeo para ser exibido durante a homenagem sobre o professor, disponível abaixo:

Para fazer sua inscrição no Congresso Ibero-Americano de Comunicação clique aqui e, para conferir a programação completa, que inclui eventos como o II Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana (II CONFIBERCOM), clique aqui. Veja abaixo a íntegra da justificativa da homenagem escrita pela vice-presidente da AE-IC, Margarita Ledo Andión:

“Homenaje

Dr. José Marques de Melo

La estela múltiple y en permanente tranformación que conduce al profesor Marques de Melo de la profesión de periodista a la Academia, de las pesquisas parciales de los años sesenta hasta la localización y configuración de aquellos paradigmas teóricos que sientan las bases y definen el campo de los estudios de comunicación en Brasil, está jalonada por un percurso biográfico e intelectual en el que sobresalen, además de una amplia producción científica, su capacidad organizadora y la creación de estructuras en red – como LUSOCOM o CONFIBERCOM - a la par de una vocación divulgadora  e de aplicación del conocimiento que, en consonancia con su compromiso ético-político, se ve reflejada en la reciente creación de iniciativas como el Seminario permanente de investigación latinoamericana de comunicación “José Marques de Melo” en el seno de CIESPAL.

Nacido en Palmeira dos Índios, Alagoas (Brasil), Marques de Melo estudia en la Universidade de Pernambuco y en 1959 inicia su periplo como periodista. En 1966, de la mano de Luiz Beltrao, comienza su carrera académica y una larga travesia en pos de la construcción de lo que ahora indentificamos como Escuela latinoamericana de Ciencias de la Comunicación. En 1967 Marques de Melo, ya en São Paulo, funda el Centro de Pesquisas de Comunicação Social (Faculdade de Jornalismo Cásper Libero) y es docentefundador de la Escola de Comunicações e Artes da USP. Expulsado de la Universidad pública por la ditadura militar, en 1979 retorna su cátedra en la USP e será director de la ECA entre 1989 e 1993. Entre 1997 e 2000 dirige la Universidade Metodista donde fue titular de la cátedra UNESCO de Comunicación para el desarrollo regional. La concesión del Prêmio Jabuti, en 2013, por História do Jornalismo o la serie de 4 volúmenes que en su colección “Fortuna Crítica” la INTERCOM le dedica y que analiza aspectos sociales, mediológicos, teóricos, pedagógicos o de liderazgo, son una pequeña muestra del reconocimiento a su labor.

Entre sus obras, y desde Estudos de Jornalismo Comparado (1972) y hasta História Política das Ciências da Comunicação, o Mídia e Cultura Popular, ambas em 2008, la observación de los câmbios, la interculturalidad, el diálogo entre formación, construcción de comunidad de pensamiento y de acción o legitimar a nivel internacional el espacio latinoamericano de comunicación, además del estudio de las relaciones – visibles e invisibles – entre medios, democracia y poder, nortean un fecundo modo de hacer y de saber que en este Congreso la AE-IC quiere celebrar.

Margarita Ledo Andión

Asociación Española de Investigación de la Comunicación”.

 

Comunicar erros