Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Jung Mo Sung apresenta palestra sobre Idolatria do Dinheiro e Direitos Humanos

Jung Mo Sung apresenta palestra sobre Idolatria do Dinheiro e Direitos Humanos

03/05/2019 20h02

Jung defendeu que os direitos humanos existem para resguardar direitos básicos: não ser torturado, ter participação e atuação na sociedade, e o direito de uma vida digna. Foto: Renan Marchesini

Renan Marchesini de Quadros Souza

A máxima "Tempos Difíceis pedem pensamentos diferenciados" deu o tom do último encontro do grupo de pesquisa ‘Comunicação para o Desenvolvimento, Tecnologia e Opinião Pública (Mob-Com), coordenado pelos professores Camila Escudero, Luiz Farias,  Roberto Joaquim e Alexandre Cappellozza, PósCom - UMESP.

Na ocasião, Jung Mo Sung, professor da Pós-Graduação em Teologia da Universidade Metodista de São Paulo, realizou uma palestra que teve como temática seu último livro: Idolatria do Dinheiro e Direitos Humanos – Uma crítica Teológica do Novo Mito do Capitalismo, lançado em 2018 pela editora Paulus.

Jung iniciou a apresentação com uma perspectiva e abordagem histórica, partindo da razão moderna até o nascimento do capitalismo e sua perpetuação até os dias atuais. Ele explicou também o conceito de “Idolatria ao dinheiro” e a relação “religião-mercadoria-consumo” a partir do neoliberalismo, campo em que passam a fazer sentido. Para ele, é a partir dessa abordagem que os direitos humanos passam a serem vistos como algo que protege quem não se encaixa na lógica neoliberal (bandidos e minorizados).

O professor defendeu que os direitos humanos existem para resguardar direitos básicos: não ser torturado, ter participação e atuação na sociedade, e o direito de uma vida digna (acesso a comida, educação, moradia). De acordo com essa perspectiva, segundo ele, o problema e o conflito da lógica neoliberalista seria: “quem paga esses direitos? Quem dará essas coisas - comida, casa, educação, saúde, segurança - ao pobre? O Estado ou a sociedade civil? ”

Ao longo da palestra, Jung estimulou constantemente os participantes  a pesquisarem problemas recorrentes na sociedade. Além disso, ele ressaltou também a importância de começar as pesquisas com perguntas e não com uma teoria já pronta.

Serviço

Livro: Idolatria do Dinheiro e Direitos Humanos – Uma crítica Teológica do Novo Mito do Capitalismo

Editora: Paulus

Ano: 2018

Número de páginas: 256

Preço: R$ 39,00

 

 

Comunicar erros