Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / Alagoas lança prêmio José Marques de Melo de Jornalismo Científico

Alagoas lança prêmio José Marques de Melo de Jornalismo Científico

26/10/2016 16h35

Arthur Marchetto

A produção de jornalismo científico está permeada de questões como, por exemplo, a existência de interesses empresariais ou políticos durante a veiculação de notícias ou a maneira de utilizar a linguagem científica dentro do material jornalístico. A Cátedra UNESCO/Metodista de Comunicação promoveu um Workshop que discutiu a produção científica no jornalismo e tratou de diversas outras questões.

Para fomentar essa discussão, a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com o Maceió Shopping, a Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal), lançou nesta terça-feira, 25 de outubro, no Maceió Shopping, o Primeiro Prêmio de Jornalismo Científico José Marques de Melo.

As inscrições estão abertas até dia 31 de maio de 2017 e os cadastros podem ser feitos em seis categorias: Jornalismo Impresso; Rádio Jornalismo; Reportagem de TV; Web Jornalismo; Estudante e a Reportagem Especial Do Bicentenário De Alagoas, em comemoração ao aniversário. O envio é realizado pelo site http://premiojornalismocientifico.al.gov.br.

A previsão para a premiação é em julho de 2017 e além dos troféus, a primeira colocação da Categoria Especial e da Reportagem de TV recebem R$ 4000,00. O primeiro da Categoria Estudante recebe R$1000,00 e o restante recebem R$3000,00. Para a segunda e terceira colocação o prêmio é de R$2500,00 e R$1500,00, respectivamente, com exceção do Estudante, que não é premiado.

José Marques de Melo

O prêmio recebe o nome do professor José Marques de Melo. Alagoano de Palmeira dos Índios, Melo foi o primeiro Doutor em Comunicação/Jornalismo titulado por uma Universidade brasileira e também fundou a Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Ao longo de sua carreira teve várias publicações sobre o jornalismo brasileiro e, atualmente, é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e titular da Cátedra UNESCO/Metodista de Comunicação para o Desenvolvimento Regional. 

Comunicar erros