Ir para o conteúdo.

.
Você está aqui: Página Inicial / JBCC / “Da compreensão como método” discute pesquisas sobre blindagem midiática e desastre de Mariana

“Da compreensão como método” discute pesquisas sobre blindagem midiática e desastre de Mariana

Em novembro grupo de pesquisa realizará luau em Ubatuba

26/10/2018 17h43

Igor Neves

A reunião do mês de outubro do Grupo de Pesquisa (GP) Da Compreensão como método, coordenado pelos professores do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (PósCom-UMESP), Dimas Künsch e Mateus Yuri Passos, realizada no último dia 23, discutiu a abordagem da mídia no desastre de Mariana e de países da América Latina.

Na primeira parte da reunião, além das apresentações dos pesquisadores que participaram do grupo pela primeira vez, os coordenadores atualizaram o andamento dos livros que serão publicados pelo GP, ao decorrer de 2019, e das quatro edições da Revista Folios, editada pela Universidad de Antioquia (UdeA), que serão lançadas entre o final deste ano e o começa do próximo, sobre o método da compreensão.

No decorrer da reunião, Luciana Pelaes Rossetto e Franco Alejandro López Marín, apresentaram o artigo Facticidade Midiática. O trabalho aborda a “blindagem midiática” de veículos brasileiros sobre países como Colômbia e Paraguai. Segundo os autores, a abordagem da mídia sobre esses países é restrita apenas aos estereótipos que se têm sobre eles, como o contrabando no Paraguai. Além disso, as mídias não noticiam sobre outros problemas que os países enfrentam, como o fato de a Colômbia ter o maior número de deslocamentos internos no mundo.

Na sequência, Vinícius Ferraz fez uma apresentação sobre a sua dissertação, Discursos midiáticos sobre a tragédia de Mariana, defendida no dia 1 de outubro, na UMESP, que analisa como as revistas Veja e Carta Capital trataram o desastre ocorrido na cidade de Mariana, em novembro de 2015, sob o ponto de vista dos discursos editoriais de cada publicação.

Já na parte final do encontro, o grupo passou a discutir a viagem para a Praia do Estaleiro, em Ubatuba, nos dias 24 e 25 de novembro, onde será realizado o Luau de Compreensão, que contará como a reunião do mês. Além da teleconferência que ocorrerá no dia 14, para a definição de um evento, que ocorrerá no próximo ano, junto ao Grupo de Pesquisa da Universidad de Antioquia.

A próxima reunião do GP na Universidade Metodista será realizada no dia 4 de dezembro, às 19h30, no edifício Capa. Mais informações podem ser encontradas no site: http://www.dacompreensao.com.br/

Comunicar erros