Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Secretariado Executivo Bilíngue / Notícias / Secretárias acompanham transformações e são essenciais no mercado de trabalho, conclui workshop

Secretárias acompanham transformações e são essenciais no mercado de trabalho, conclui workshop

Evento debateu Profissionalismo e Empregabilidade no Dia Internacional da Secretária

26/04/2018 20h30 - última modificação 26/04/2018 20h39

Quatro palestrantes ex-secretárias falam sobre as várias atividades possibilitadas pela carreira

Como médicos e professores, dificilmente o profissional de secretariado será excluído do conjunto de carreiras frente ao turbilhão de mudanças por que passa o mercado de trabalho. “Somos profissionais essenciais. Pode mudar a maneira de atuar, como o computador mudou a datilografia, mas nossa presença é fundamental em qualquer empreendimento”, falou com ênfase a diretora da Toucher Desenvolvimento Humano, Bete E'Elia, no talkshow Profissionalismo x Empregabilidade promovido pela Universidade Metodista de São Paulo na noite de 25 de abril em comemoração ao Dia Internacional da Secretária.

As quatro debatedoras convidadas expressaram de forma unânime que a profissão está crescentemente valorizada e, a exemplo de outras carreiras consideradas do futuro, acompanha as transformações e se presta à polivalência. O leque de atuação vai desde a prática da docência e trabalho remoto para consultorias e microempresas até a gestão de projetos e coach (treinamento).

“Todo gestor precisa ser assessorado. Nós geramos tempo para eles, pois somos uma central de serviços. Imaginem se cada executivo precisasse fazer o que fazemos”, provocou Stefi Maerker, consultora, gestora de pessoas e palestrante, que reforçou a necessidade de inglês e espanhol impecáveis como agregados fundamentais ao currículo de secretária. “Se falar além desses dois idiomas, ótimo”, destacou, fazendo coro às demais convidadas de que as secretárias sofreram o impacto da tecnologia como outros profissionais e não há saída senão adaptar-se e atualizar-se.

Diretora da Phorum Group Desenvolvimento Empresarial e docente na FECAP (Fundação Escola do Comércio Álvares Penteado), Walkiria Almeida afirmou que todos podem se valorizar em uma entrevista de emprego, independentemente de ter experiência.

“Quem está começando deve mostrar o que aprendeu no curso e as práticas acadêmicas que realizou nas disciplinas. Valem muito as competências técnicas e comportamentais diante de um recrutador”, encorajou a plateia, que reuniu alunos de Secretariado Executivo Bilíngue e de pós-graduação em Assessoria Executiva e em Gestão de Eventos da Metodista, além de turmas da ETEC (Escola Técnica Estadual) de São Bernardo.

Formação e realização

A presidente do Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo (Sinsesp), Isabel Cristina Baptista, esclareceu que uma boa formação independe da modalidade do curso, seja técnico, bacharel ou, mais recentemente, a novidade do tecnólogo. Ela enfatizou que já foi derrubado o preconceito segundo o qual secretárias não precisam de formação.

“Todos estão conscientes da necessidade de uma grade curricular para as habilidades e competências do profissional de secretariado”, apontou, citando que todos os depoimentos das palestrantes endossaram a importância das secretárias em um ambiente corporativo. Mencionou pesquisa segundo a qual o secretariado é a 8ª entre as 10 profissões mais felizes por conta da prestação de serviços que realiza.

A coordenadora do curso de Secretariado Executivo Bilíngue da Metodista, professora Ana Maria Martins, discorreu sobre a empregabilidade da área. Citou que as 44 alunas de bacharelado em fase de conclusão do curso estão estagiando ou já efetivadas.

Professora Ana Maria anunciou que esta é a última turma de bacharelado em quatro anos pois, atendendo à demanda do mercado, a Metodista estruturou o secretariado na modalidade de tecnólogo. Tem o mesmo reconhecimento e diploma do MEC como curso superior e já habilita para o prosseguimento da formação em pós-graduação ou MBA. “É um novo ciclo acadêmico para formamos em menos tempo, em dois anos, um profissional qualificado e habilitado para os desafios da área”, assegurou a coordenadora.

O reitor Paulo Borges Campos Jr. reforçou o ensino de qualidade que marca a Educação Metodista e elogiou a elevada empregabilidade das formandas da Metodista. Enfatizou que a instituição preocupa-se em oferecer não só formação técnica e acadêmica, mas sobretudo formação humana.

O talkshow foi conduzido por Ana Gabriela Pinheiro, aluna de pós-graduação em Gestão de Eventos, que cuidou da organização da noite. Também marcou presença a coordenadora de Graduação e Extensão da Metodista, professora Alessandra Zambone. Veja imagens:

 

Talk Show - Secretariado

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , ,
REGULAMENTAÇÃO
COORDENADORA

ANA MARIA MARTINS
ana-maria.jpg
Minicurrículo

 

secretariado-executivo.jpg

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: