Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Secretariado Executivo Bilíngue / Notícias / Nas crises deve-se remar contra a maré, ensina palestrante às secretárias

Nas crises deve-se remar contra a maré, ensina palestrante às secretárias

Convidada para comemorar Dia da Secretária na Metodista, Stefi Maerker diz que crise deve ser oportunidade para pensar diferente

06/10/2015 19h25 - última modificação 09/10/2015 20h50

Crise não pode ser pretexto para lamentos e acomodação, mas, ao contrário, motivo para olhar para frente, sair do piloto automático e pensar diferente. Parece óbvio, mas Stefi Maerker, uma das mais respeitadas conferencistas em gestão e treinamento de pessoas, repete essas orientações a cada palestra, em períodos de crise ou de bonança, porque acha que todos devem fazer delas um mantra.

“O mundo não é mais o mesmo. Onde está o Blackberry que tanto sucesso fez há pouco tempo? O Iphone tomou seu lugar”, apontou Stefi na noite de 1º de outubro, em evento comemorativo ao Dia da Secretária promovido pela Universidade Metodista de São Paulo. Suas colocações ao público formado por alunas de Secretariado Executivo Bilíngue foram de frequentes alertas para a rapidez das mudanças na sociedade contemporânea e a necessidade de todos os profissionais reacenderem sempre a busca por conhecimento e superação de desafios.

Stefi Maerker falou sobre “Remando Contra a Maré: Como Destacar-se em Tempos de Crise” e citou vários pensadores, entre os quais o consultor de negócios Ram Charan: “É preciso ser protagonista das mudanças”, aconselhou ele sobre transformar as crises em desafios. Stefi Maerker acrescentou que só cria oportunidades quem tem foco e está preparado, dizendo que foi assim que conduziu sua vida.

Trabalhar em time

“Sou de uma época em que secretárias ganhavam US$ 1 mil. Hoje, secretária de presidência ganha quatro vezes mais e essa evolução é muito importante. O profissional de secretariado gerencia projetos, responde pelo operacional da equipe, é gestor do trabalho lateral do administrativo, ou seja, é demandado cada vez mais em suas capacidades”, citou a palestrante, para dizer que – por outro lado – o número de profissionais também cresceu bastante, aumentando a concorrência.

“Eu sequer seguro currículo de quem não tem curso superior e pelo menos um idioma fluente”, disse Stefi sobre os requisitos básicos na carreira. Após 20 anos atuando como secretária, ela criou a própria consultoria na área, a SEC Talentos Humanos, realiza conferências e treinamentos corporativos.

Entre as dicas que deixou está a importância de atuar em equipe. Segundo ela, trabalhar em time é via de mão de dupla em que um ajuda o outro sem necessidade de utilizar o poder, mas sim o relacionamento. Também orientou a delegar tarefas e cobrar compromissos, sem pressão, e a olhar para frente estabelecendo um horizonte do que se pretende conquistar na carreira.

Carreiras bem-sucedidas

Stefi Maerker foi um dos pontos altos dos três dias de atividades realizadas pelo curso de Secretariado Executivo Bilíngue em torno do Dia da Secretária, comemorado em 30 de setembro. Nessa data, a coordenadora da graduação, professora Ana Maria Martins, reuniu na Metodista ex-alunas de bacharel em Secretariado Executivo Bilíngue e da pós-graduação em Assessoria Executiva, hoje em cargos corporativos de importantes empresas e que deram depoimentos sobre as carreiras bem-sucedidas.

Estiveram no evento a headdhunter Edileuse Veloso, da RH Progresso; Stela Pudo, presidente do Sindicato dos Profissionais de Secretariado do Grande ABC; Elda Vieira, secretária de diretoria da General Motors; Thaís Paiva, secretária de diretoria da BASF; Angela Bianchi, secretária da presidência da MAN Latin América; Cirlei Pires, especialista de RH da General Motors; Katinka Sato, Programa Trainee da MAN Latin América; Vanessa Barbosa, secretária da Volkswagen Anchieta; Cláudia Valões, secretária da FORD; e Rosinei Bernardo, professora da ETEC Lauro Gomes.

Já na noite de 2 de outubro o momento foi de confraternização, com a 11ª edição da Feira Intercultural Brasil, Espanha e Estados Unidos (as três línguas ensinadas na graduação). Alunos preparam apresentações artísticas, musicais, comidas típicas e brindes. Vários ex-alunos prestigiaram o evento.

 

 

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,
REGULAMENTAÇÃO
COORDENADORA

ANA MARIA MARTINS
ana-maria.jpg
Minicurrículo

 

secretariado-executivo.jpg

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: