Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Secretariado Executivo Bilíngue / História da profissão / História e origem da profissão

História e origem da profissão

Os primeiros registros da profissão de secretária datam dos tempos dos faraós, quando ela era exercida pelo sexo masculino, na figura dos escribas.

Com a Revolução Industrial, volta a aparecer a função de secretário e, após as duas guerras mundiais, por falta de mão-de-obra masculina, houve o surgimento da figura feminina bastante atuante na área, tanto na Europa como nos Estados Unidos. No Brasil, a mulher surge como secretária na década de 1950. Nessa mesma época, houve a implantação de cursos voltados para a área como, por exemplo, datilografia e técnico em secretariado.

O trabalho da secretária mudou muito com o decorrer do tempo. Se antes precisava ser uma exímia datilógrafa e fazer exatamente o que o chefe pedia, hoje ela assume uma posição mais independente, tomando decisões e selecionando o que deve, ou não, chegar às mãos da chefia. A datilografia e a taquigrafia foram deixadas para trás e substituídas pelas novas tecnologias.

Outro aspecto que também mudou foi a clássica divisão entre secretária júnior (iniciante), plena (meio de carreira) e sênior (executiva). Algumas empresas podem até usar as denominações, mas a verdade é que, atualmente, mesmo uma simples estagiária já desenvolve um volume de trabalho compatível com o de uma profissional.

A moderna secretária é praticamente uma assessora da presidência ou diretoria para a qual trabalha. Além de gerenciar a qualidade das atividades que desenvolve na empresa, também administra a vida e a agenda particular dos executivos. Trata-se, portanto, de uma tarefa de extrema confiança, que exige discrição absoluta.

Diante disso, as palavras que poderíamos apontar como cruciais na rotina diária de uma secretária seriam: postura, discernimento e jogo de cintura.
Nas décadas de 1960 e 1970, houve a expansão da profissão, mas somente a partir dos anos 1980 a categoria conseguiu, por meio de muita luta, a regulamentação da profissão, com a assinatura da lei nº 7.377, de 30/09/1985.

Com a regulamentação, a classe ganhou força, surgindo os sindicatos das secretárias.

Em 1988, foi criada a Fenassec - Federação Nacional de Secretárias e Secretários em Curitiba, no Paraná.

Em 7 de julho de 1989, é publicado o Código de Ética Profissional, criado pela União dos Sindicatos.

O código de ética do profissional de secretariado Executivo foi criado pela união dos Sindicatos em 7 de Julho de 1989.


Fonte: www.fenassec.com.br

Comunicar erros

REGULAMENTAÇÃO
COORDENADORA

ANA MARIA MARTINS
ana-maria.jpg
Minicurrículo

 

secretariado-executivo.jpg

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

INFORMAÇÕES DO CURSO

Modalidade: Presencial
Grau:
Bacharelado
Reconhecimento: Portaria Nº 707 de 18/12/13 
Duração: 3 anos
Campus: Rudge Ramos
Mensalidade - 1º semestre de 2016: R$889,00, para pagamento até o dia 6 de cada mês, por meio do programa de desconto. O valor da mensalidade sem o desconto é de R$ 987,78.
Horário de aula: Noite: 19h30 às 23h
Avaliação: CC: 4