Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Um novo tipo de comércio virtual: o social commerce

Um novo tipo de comércio virtual: o social commerce

Ele se integrou ás redes sociais e ganha cada vez mais adeptos

04/11/2016 21h50

Grupo de vendas e trocas no Facebook

Beatriz Dominguez
Foto: arquivo pessoal

 

Hoje em dia não é mais nenhuma novidade comprar o que quer que seja pela internet. Seja comprando em lojas nacionais, dos Estados Unidos e até da China. Atualmente é assim: precisa comprar alguma coisa? Possivelmente você irá fazer uma pesquisa on-line para comparar preços, dar uma olhada no que as pessoas estão falando daquele produto e por muitas vezes preferir comprar on-line e esperar chegar, do que pagar um valor acima na loja física e ter o produto na hora.

 

Mas além desse e-commerce já tão pertencente ao nosso dia a dia, um outro tipo de comércio virtual vem crescendo: o social commerce. Por definição, trata-se da integração do e-commerce com as redes sociais, ou seja, as vendas e trocas de produtos por meio dos grupos e páginas criados nas mídias sociais.

 

Grandes empresas são adeptas deste novo modelo de venda, que traz facilidades e comodidade para o cliente, e encurta o caminho de comunicação com o consumidor. Mas a novidade traz a possibilidade de um novo tipo de comerciante: qualquer um que queira vender qualquer coisa.

 

Precisa de uma roupa nova? Está lá no Instagram uma página de brechó vendendo roupas a preços bem abaixo do mercado. Quer comprar um livro ou precisa de qualquer outra coisa? Vale a pena uma pesquisada no Facebook nos grupos de vendas e trocas.

 

Gabriela Venzol é adepta deste tipo de comércio há 3 anos: “Encontrei um grupo no Facebook que é um bazar de uma marca que eu gosto, e lá eu encontrava pessoas que vendiam roupas desta marca. Pouco tempo depois, eu mesma comecei a vender, até mesmo para pessoas de outros estados. Depois disso, comecei a usar também o Instagram para divulgar, fazer contatos e até abri uma loja para facilitar o comércio e divulgação as minhas roupas”.

 

É sempre importante antes de fazer comércio com qualquer pessoa em grupos de redes sociais, pesquisar o perfil da pessoa e ver se já houve alguma reclamação, além de pedir fotos ou vídeo do produto.

 

No caso de vendas e trocas pessoalmente, é sempre indicado que seja feito em um local público. Todas as conversas e trocas de e-mail podem ser usadas como prova, em caso de produto com algum defeito não relatado, ou até mesmo caso você não receba o produto após o pagamento.

 

Comunicar erros