Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Importância do escotismo na formação dos jovens no século 21

Importância do escotismo na formação dos jovens no século 21

Ele forma líderes juvenis maduros para enfrentar os desafios futuros

12/12/2016 18h37

Bruna Machado
Samara Yuri

O movimento escoteiro é uma organização mundial educacional voltada para crianças, adolescentes e jovens que tem a oportunidade de desenvolver diversas áreas de suas vidas, que são: emocional, intelectual, físico, social, espiritual e afetivo. Todos que participam do escotismo seguem suas leis e a promessa um dia feita por cada um até o fim de suas vidas, pois “uma vez escoteiro, sempre escoteiro”, um dos lemas do movimento.

“O escotismo para muitos jovens é mais que um grupo, esporte ou uma atividade extracurricular”, afirma Marco Brito. Ele acredita nesse projeto se é há mais de 20 anos escoteiro e chefe (voluntário que ensina os escoteiros) do grupo e atualmente incentiva a ida do seu filho, pois lá ele pode desenvolver atividades estratégicas e enfrentar futuramente os desafios da vida adulta.

“Ser escoteiro pode proporcionar uma referência sólida para um século cheio de incertezas e possibilidades. Os jovens precisam estar com a mente aberta, porém têm que saber filtrar o que serve ou não para sua vida e formação”, afirma Marco. 

Apesar de vivermos a era da informação, onde se pode ter acesso a tudo em poucos cliques, “os jovens hoje precisam desenvolver mais os valores que são trabalhados no escotismo. Uma pessoa que cresce tendo contato com isso tudo, certamente será o cara certo no momento certo; saberá olhar qualquer situação com calma, direcionar a solução através dele ou envolvendo outros que possam resolver, cuidará e terá respeito pelo bem alheio; valorizará a família, a vida, a paz e o diálogo. Ou seja, será o líder que todos procuram e valorizam, estando sempre um passo a frente”, diz Paulo Gomes, que está no movimento escoteiro desde 2009 e neste ano foi nomeado diretor de curso básico pela UEB (União dos Escoteiros do Brasil).

Os jovens atualmente tem acesso a diversas informações, porém às vezes não sabem classificar seu grau de importância ou veracidade. Fazer parte de um grupo escoteiro pode auxiliar eles a olharem para o mundo de uma maneira diferente, trata-se muito mais do que apenas uma ocupação, mas uma forma de vida.

Comunicar erros