Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Dançar melhora a qualidade de vida

Dançar melhora a qualidade de vida

Aumenta a procura por modalidades mais interativas nas academias

01/11/2017 22h57

Aula de zumba ganha destaque nas academias

Fernanda Duran
Leticia Antonialli
Vitor Alencar
Foto: divulgação

 Atualmente, nota-se uma preocupação maior das pessoas com a saúde, muitos estão à procura de alternativas para se exercitar em busca do bem-estar e da boa forma. Uma escolha muito procurada são as aulas de dança, sendo uma opção mais divertida de adquirir uma qualidade de vida melhor, principalmente para quem está iniciando a prática de uma atividade física e dos que querem fugir de exercícios iguais e repetitivos das tradicionais salas de musculação.

Existem muitas opções de danças oferecidas em academias, entre os ritmos mais procurados, está a chamada Zumba, um estilo que envolve ritmos de danças latinas, como o reggaeton, salsa, mambo e merengue; o pop americano e até ritmos brasileiros como o axé, samba e funk. A zumba é uma dança que pode ser praticada em todas as idades, onde cada pessoa se adapta no seu próprio ritmo e capacidade.

De acordo com Idelma Chicon, 54 anos, praticante de aulas de zumba há três anos, a dança vem sendo uma tendência no mercado, pois as pessoas estão buscando realizar essa atividade por ela possibilitar uma interação maior, gerando um ambiente mais descontraído e animado, o que atinge diretamente e positivamente a vida das pessoas, ainda mais nos dias atuais em que o estresse está constantemente presente.

Há muitos benefícios causados pela prática da dança, como melhoras na capacidade motora, postura, condicionamento físico e aumento da autoestima. Essa atividade prazerosa e divertida, causa também o bem-estar físico e mental. “Após iniciar as aulas, notei que minha coordenação motora, frequência cardíaca e o equilíbrio melhoraram, além de me proporcionar maior disposição e bom humor para realizar as atividades do dia a dia”, conta Idelma.

Comunicar erros