Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Ciclofaixas: Problema ou Solução Ambiental?

Ciclofaixas: Problema ou Solução Ambiental?

As polêmicas faixas exclusivas de bicicleta

19/11/2015 22h34

Edson Policichio, guia turístico da PoliBikers e usuário da ciclofaixa. Foto: Arquivo pessoal

Ricardo Chiorino
Leandro Santos
Filipe Poli

As ciclofaixas chegaram no Brasil para ficar. Presentes há um bom tempo nos países mais desenvolvidos, elas estão conquistando o nosso país nos últimos tempos. A bicicleta, antigamente usada apenas para brincadeira e passa tempo, hoje está muito mais presente na vida das pessoas. Sendo usada como esporte, visando uma melhoria na qualidade de vida das pessoas, também como uma alternativa de transporte urbano

É notável que o trânsito tende de aumentar cada dia mais com os inúmeros carros nas ruas, e com isso, o planeta também sofre consequências geradas pelos gases emitidos. O debate sobre as ciclosfaixas em várias partes do Brasil, principalmente na capital paulista, é bastante pertinente e as pessoas já reconhecem necessidades de opções de mobilidade para o bem-estar social e ambiental.

Muitos especialistas acreditam que a bicicleta seja uma ótima opção para mudar esse cenário caótico das grandes cidades, já que o mesmo ocupa menos espaços que outros meios de transporte e contribui de forma direta para a saúde dos usuários.

Para o guia turístico da PoliBikers, Edson Policichio, ‘‘basta ver o que tem acontecido pelo mundo. Nas grandes cidades do Primeiro Mundo, cada vez mais são restringidos os acessos dos automóveis. Vejam as grandes avenidas, em breve serão grandes estacionamentos. O transporte coletivo combinado com as bicicletas serão uma grande solução”.

O uso das ciclofaixas tem se tornado cada vez mais uma alternativa benéfica ao transporte urbano, ao bolso, ao tempo, a saúde e ao meio ambiente. As grandes metrópoles que utilizam o uso da bicicleta como meio de transporte têm excelentes resultados e um grande número de adeptos.

Ainda assim, o uso da bicicleta aqui no Brasil é visto como um tímido transformador da mobilidade urbana, porém os seus benefícios são muito maiores do que isso: diminui o número de carros nas ruas, os congestionamentos e a poluição causada, gera uma facilidade de deslocamento, aumenta a qualidade de vida e reduz o estresse.

Com todas essas vantagens, existe a desvantagem da população ainda não estar acostumada com essas mudanças e não se mostrar satisfeita com a forma que está sendo implantadas. “Nem tudo que está sendo feito está correto. Acredito que a estrutura deveria ser feita do centro para a periferia, criando uma estrutura completa com bicicletários próximos aos terminais de transportes público. Implementando um projeto mais completo, assim funcionaria. Fazendo funcionar em um local menor, poderia expandir inclusive com o apelo da população. Como tudo que é novo, demanda um tempo para se acostumar, mas é simples’’, completa Edson. 

Comunicar erros