Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Canais de games ajudam no tratamento de crianças deficientes

Canais de games ajudam no tratamento de crianças deficientes

Contato com mundo virtual ajuda na autoestima e desenvolvimento dos pequenos

12/12/2016 18h52

Diego Macedo exibindo orgulhoso os seus videogames

Natalia Jairis
Monique Soares
Foto: Arquivo Pessoal

O YouTube é um popular site dedicado a vídeos, no qual usuários podem divulgar e compartilhar vídeos em formato digital. Atualmente, existem diversos canais que trazem conteúdos de entretenimento, moda, beleza e tecnologia por meio dessa rede social. Com tanta informação e variedade de assuntos, muitas pessoas são atingidas de forma positiva, melhorando sua qualidade de vida ou até mesmo utilizando a ferramenta para dividir experiências pessoais.

                Os youtubers são influenciadores digitais que fazem parte da rotina de milhares de pessoas, e em muitos casos ajudam na autoestima dos leitores. Os canais dedicados a games são exemplos de sucesso no Brasil e no mundo, pois além de trazerem diversão, também ajudam no desenvolvimento de muitas pessoas, inclusive no tratamento de crianças deficientes[1] .  Para se ter uma ideia do quão crescente é a popularidade dos canais de jogos na plataforma de vídeos, há seis meses os 10 canais mais populares somavam cerca de 1,6 bilhão de visualizações, segundo o site Globo.

                 Valéria Macedo, oficial de justiça do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, diz que se emociona quando vê seu filho Diego Macedo, de 10 anos, jogando vídeo game. O menino é portador de uma cardiopatia congênita, e foi diagnosticado com 2% de chance de sobreviver ao parto, segundo os médicos, e é também portador de uma lesão neurológica que comprometeu tanto seu desenvolvimento físico quanto cognitivo, mas hoje acompanha os youtubers EduBk e Guioss.

                A doença que compromete a função normal do coração e sua formação, trazendo algumas dificuldades motoras, não é um obstáculo para Diego. Ele joga como gente grande e entende perfeitamente o que os influenciadores digitais estão ensinando. Seu último presente do Dia das Crianças não poderia ter sido outro: mais um jogo para completar sua coleção.

                Os benefícios desse contato com mundo virtual podem ser imensuráveis. Os jogos atuais são baseados no mundo real, computadorizados com imagens de edifícios, sons de carros e personagens como policiais.  Com isso, além de ajudar na autoestima dos usuários, também trabalham a coordenação motora, integração e a percepção de imagem e som.

 

Comunicar erros