Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Calcinhas substituem absorventes tradicionais

Calcinhas substituem absorventes tradicionais

Marca começou suas vendas em agosto e acredita ser nova tendência no mercado

06/09/2017 23h46

Divulgação do modelo Hot Pant

Gabrielle Dowalite
Isabela Martin

Foto: site Pantys

A marca Pantys foi a primeira no Brasil a desenvolver calcinhas com tecnologia de absorção de fluídos menstruais sem a necessidade da utilização de absorventes tradicionais. As calcinhas comercializadas pela marca possuem algumas camadas responsáveis pela absorção. A camada superior do forro é feita por um modal natural produzido a partir da madeira de faia e absorve 50% mais suor do que os tecidos de algodão. As camadas inferiores são de microfibras absorventes, à prova d’água e possuem antimicrobianos que matam 99% das bactérias.

Podem ser encontradas no site da marca em 4 tamanhos, nos modelos tanga, biquíni, clássica e hot pant, com valores de R$ 75 a R$ 95. As calcinhas prometem durar até dois anos, minimizando o uso de absorventes, levando em conta que uma mulher tem cerca de 480 ciclos menstruais e utiliza mais de 10 mil absorventes durante a sua vida. A marca deixa claro em seu site que sua utilização contribui para a preservação do meio ambiente, não realiza testes em animais e não utiliza nenhum produto de origem animal.

Flávia Vicentini, 20 anos, confessou que sua primeira impressão sobre o produto foi de estranhamento: “Eu achei difícil de entender como uma calcinha consegue absorver todo o fluxo por tantas horas, achei que seria nojento”. Após experimentá-la, mudou de opinião: “A experiência para mim foi bem surpreendente. Consigo usar uma calcinha durante o dia todo e fico o mais perto possível de esquecer que estou menstruada”. Além disso, afirmou que virou fã da marca principalmente por facilitar na hora de dormir e de praticar esportes. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comunicar erros