Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Notícias / 2013 / Um jeito novo de trabalhar

Um jeito novo de trabalhar

O home office está presente em grandes empresas do Brasil, conheça um pouco mais sobre essa prática

12/09/2011 17h23 - última modificação 08/08/2014 13h25

Jéssica Zavecz, analista da Philips

Ana Paula Dias
Juliana Alves

Foto: Ana Paula Dias

A prática do home office no Brasil ainda não é uma forte tendência, apesar de apresentar inúmeras vantagens em motivação, qualidade de vida e até economia para as organizações que aderem a este modelo.

O levantamento da Remunerar, uma consultoria de remuneração, aponta que 38% das empresas não tem a intenção de implantar o emprego remoto. Uma das maiores dificuldades está no cálculo da eficiência desse modelo e no controle da jornada de trabalho dos funcionários. Sobre isto, Adriana Albuquerque, diretora de recursos humanos da Unisys Brasil, afirma: “O excesso de controle do governo sobre a jornada acaba dificultando muito”.

Em contrapartida, o estudo mostrou que 47% dos funcionários julgam a prática altamente motivadora. “A confiança que a empresa deposita por deixar trabalhar em casa é altamente motivadora e faz com que eu me dedique mais ao meu trabalho”, afirma Jéssica Zavecz, analista da Philips.

Entre as vantagens deste modelo de trabalho, a principal é a melhora na mobilidade e qualidade de vida dos funcionários, pois eles evitam o trânsito caótico das cidades e conseguem manter um maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional, o que têm feito as empresas repensarem suas estratégias em gestão de pessoas.

Estas atitudes podem, inclusive, resultar em economia para a empresa, na medida em que o trabalho remoto pode diminuir os custos com aluguel de escritórios e mobilidade dos funcionários. Essa economia pode ser convertida e investida também na retenção de talentos, o que gera mais um vínculo motivacional.

Na empresa Ticket, por exemplo, as receitas de vendas novas aumentaram em 40% e a economia chega a 3,5 milhões por mês, com apenas 150 pessoas trabalhando em home office. Para colaborar, a empresa monta o espaço do funcionário em casa, incluindo mesa, cadeira, telefone, computador e até mesmo o custo do gasto de energia é reembolsado por um cálculo previamente definido.

Já na empresa Philips, todos os funcionários tem o direito de escolher um dia da semana para trabalhar de casa e, para isso, a empresa disponibiliza notebook e celular para seus colaboradores. Além desse benefício, a empresa não exige hora de entrada ou saída, o funcionário que faz seu horário, desde que ele trabalhe 8 horas por dia, prevista por lei. “Depois que a empresa liberou o home office, eu fiquei muito mais motivada e minha qualidade de vida aumentou, afinal não pego mais trânsito na sexta-feira” relata Juliana Ugarte, analista de comunicação da Philips.

Comunicar erros