Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Notícias / 2013 / Marketing verde é um conceito cada vez mais usado nas empresas

Marketing verde é um conceito cada vez mais usado nas empresas

A sustentabilidade trouxe para o mundo corporativo a adoção de ações estratégicas que promovam o bom uso das reservas ambientais e renovação dos recursos utilizados

12/09/2011 17h23 - última modificação 08/08/2014 13h25

Divulgação - Lixeira da Felicidade

Mayara Zafra

A nova educação social dos consumidores traz à tona este novo grupo que está mudando a gestão ambiental do mundo corporativo. Partindo do princípio de que a sustentabilidade é cobrada na prática, a teoria não basta se a empresa não mostrar sua atuação ambiental em ações.

Mas de que forma as empresas estão inovando no ‘marketing verde’ conciliando seus interesses corporativos? Para mostrar atuações de sucesso neste novo cenário, podemos lembrar o mais recente case da Coca-Cola com a criação da ‘lixeira da felicidade’.

No último mês de agosto, a Prefeitura do Rio começou a aplicar a Lei Municipal de Limpeza Urbana ‘Lixo Zero’, com o objetivo de deixar a cidade mais limpa, conscientizando os munícipes. Seguindo a linha de comunicação mundial da marca, a Coca-Cola que sempre investe em ações de benefício social através do conceito de felicidade, criou a ‘lixeira da felicidade’ em parceria com a Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana), onde as pessoas que jogavam o lixo na lixeira eram presenteadas com uma lata do refrigerante Coca-Cola. A ação gerou resultados positivos não só nos participantes diretos como também na mídia espontânea.

Seguindo a linha de empresas responsáveis no âmbito sustentável, a Tetra Pak oferece o programa ‘Desperdício Zero’, através de cursos online e gratuitos para varejistas, a fim de evitar o desperdício constatado no processo de manuseio, paletização, transporte, estocagem e exposição dos produtos. O programa é um exemplo de ação permanente, mas de resultados constantes e positivos, pois dissemina a educação ambiental para setores diferentes.

De acordo com Peter Bakker, presidente do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD na sigla em inglês), em entrevista para a revista ‘Exame’, “O modelo atual de negócios não pode mais continuar se as empresas desejam realmente se tornar sustentáveis. O tempo de criar essa consciência já passou. Se você não está ciente hoje, então você não é um líder global no mundo dos negócios. Agora nos concentramos no dimensionamento das soluções”.

Diante desta nova consciência ambiental e evolução empresarial, a conclusão é que este cenário que se forma, está transformando não só os consumidores, mas principalmente os profissionais do futuro.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: