Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Mundo Corporativo / Os desafios do mercado para os jovens universitários

Os desafios do mercado para os jovens universitários

Estudantes passam por rigorosa seleção para conseguir um estágio

01/10/2014 23h08

Priscila Noronha
Samantha Ramos

Chega uma etapa na vida de cada estudante que ele deve entrar no mercado de trabalho. Esse momento é repleto de dúvidas e incertezas e além de terem que lidar com isso, eles precisam estar preparados para suas exigências, como não estar mais satisfeito somente com a graduação.

Para conseguir a tão sonhada vaga é requisitado conhecimentos em um ou mais idiomas, em informática e por mais contraditório que pareça, experiência de trabalho.

Malu Webber, Gerente Geral de Marca e Comunicação Corporativa do Grupo Votorantim e Membro do Conselho Deliberativo da Aberje comenta: “Estamos vivendo em uma sociedade urgente, imediatista e sem paciência.  Se não pararmos para refletir, já estamos querendo até que os estagiários, que vêm para as empresas começar suas carreiras, cheguem prontos e com muito jogo de cintura”.

Atualmente estão abertas no Brasil aproximadamente cinco mil vagas de estágio em diferentes áreas. Candidata-se por meio de diversos sites que servem como intermediadores entre recrutadores e estudantes. Atendendo aos requisitos da vaga, basta preencher o cadastro com nome, endereço, experiências, cursos, e o próprio site estruturará o currículo e enviará às empresas.

É uma facilidade, pois não é necessário enviar currículos diversas vezes por e-mail, porém, além do currículo, a maioria das empresas solicita alguns testes online - inglês, lógica e língua portuguesa - que funcionam como uma triagem no processo de seleção. Sendo aprovado nos testes online, o candidato será submetido a uma série de eventos presenciais eliminatórios como dinâmicas, entrevistas, entre outros.

É exaustivo para os estudantes, que estão tentando entrar no mercado de trabalho, serem submetidos a tantas etapas e lhes serem exigidos tantos requisitos, quando o estágio deveria ser uma fase de treinamento e aperfeiçoamento para os mesmos. Malu Webber lembra: “Mas se não cabe a nós formá-los e desenvolvê-los, quem o fará?”. 


Comunicar erros