Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Mundo Corporativo / Cultura Organizacional com planejamento estratégico promove ótimos resultados

Cultura Organizacional com planejamento estratégico promove ótimos resultados

Elementos culturais são associados nas estruturas materiais e sociais da organização

05/11/2015 21h48

Caio Augusto Ferreira, sócio e diretor de criação da Agência Praia. Foto: Arquivo pessoal

Mauricio Rodrigues

Uma das principais responsabilidades dos líderes estratégicos dentro de uma empresa é criar e manter características e diretrizes organizacionais que recompensem e incentivem o esforço coletivo. Entre as mesmas, talvez a mais fundamental nos dias de hoje, é a Cultura Organizacional. Mas o que realmente se entende por cultura organizacional? Que influência tem sobre uma organização? E afinal, qual a sua real importância?

A cultura de uma organização se desenvolve com o intuito de ajudar seus funcionários a lidar com o ambiente organizacional em que estão inseridos. É um conjunto de entendimentos e significados compartilhados por um grupo de pessoas. Dentro da empresa a cultura reúne comportamentos, hábitos, crenças, valores éticos e morais, além de políticas internas e externas. É por intermédio da cultura que se promove, no âmbito organizacional, a motivação dos funcionários junto a execução de determinada função, além do desenvolvimento pessoal e profissional dos mesmos.

Contar com uma cultura bem assimilada e o desenvolvimento de diretrizes relacionadas a ela é garantir que os funcionários absorvam, compreendam e enxerguem o cenário em que estão envolvidos, sobretudo, a maneira como deve ser executada a função de cada colaborador e como esta é significativa para a empresa. É um mecanismo que garante a satisfação de grande parte dos públicos envolvidos da empresa, principalmente dos seus funcionários e clientes.

O modo que cada organização lida com o seu ambiente interno e externo, de como adapta novos contratados e mantêm os funcionários já inseridos na organização pode ser considerado como a base da cultura organizacional. Ou seja, ela é determinada pela forma de como os negócios são concretizados pela organização, junto ao tratamento adequado e favorável para com seus públicos.

Segundo Caio Augusto Ferreira, sócio e diretor de criação da agência Praia, a cultura organizacional, quando aproveitada com sabedoria, pode favorecer a empresa: “Na melhor das hipóteses, a cultura pode ser um triunfo que incentiva, energiza e promove um comportamento propício para todos os processos dentro da empresa. Quando aproveitada com sabedoria, pode acelerar e sustentar os resultados do negócio”.

Ferreira também ressalta a importância da manifestação cultural por intermédio dos elementos e da estrutura visível da agência Praia, como por exemplo a arquitetura de seu entorno físico.

“A Praia tem seu escritório localizado dentro de um galpão, denominado de galpão Duca, no qual a agência participa de uma incrível integração com outras parcerias que ali se estabelecem. É uma estrutura ausente de paredes, onde as ideias circulam livremente de um setor para o outro, motivando muita inspiração para novos projetos”.

A cultura é composta de elementos visíveis e invisíveis, como por exemplo o ambiente no qual se trabalha, a linguagem e/ou o uso de símbolos que os grupos de pessoas criam através da interação social e usam para enfrentar um ambiente organizacional social mais amplo.

Em outras palavras, a cultura pode ser considerada como um produto social explícito e decorrente da interação social. Uma consequência intencional ou não intencional de comportamento.

Se torna, portanto, extremamente relevante para a análise de identificação e avaliação dentro do contexto estratégico de qualquer organização para melhorar seus resultados e seu desempenho no ambiente interno e externo.

Comunicar erros