Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Carreiras e Tendências / Órgãos públicos e a organização de eventos

Órgãos públicos e a organização de eventos

Cerimonial e protocolo são essenciais para a execução e os bons resultados

19/11/2015 22h48

Sônia Brito, chefe do Departamento de Eventos do Crea-SP. Foto: Arquivo pessoal

Gabrielly Fonseca
Lorraine Camara

Eventos necessitam de planejamento, dedicação, antecedência e mesmo assim problemas podem ocorrer. A fim de driblar as possíveis inconveniências o cuidado deve ser redobrado em relação aos eventos em órgãos públicos.

Eventos corporativos podem ser mais fáceis de serem executados, pois há mais facilidade de organização e menos burocracia quando da contratação de fornecedores, locação de espaços para a realização e de equipamentos.

A relações públicas e chefe do departamento de eventos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo, Sônia Brito,  diz que “uma das maiores dificuldades em realizar eventos em órgãos públicos são as disposições e prazos previstos na Lei de Licitações para contratação de serviços indispensáveis à realização de eventos”.

Os principais eventos realizados pelo CREA-SP são Sessões Plenárias, Inauguração de Sedes e Congressos Regionais, que geralmente são planejados com seis meses de antecedência. O protocolo e cerimonial seguem as regras essenciais, como elaboração de roteiros e solenidades.

Uma boa organização é a base para um evento de sucesso, mas imprevistos acontecem, gafes e incidentes são comuns em eventos. O importante é ter jogo de cintura para contornar as situações com foco em não criar ou acentuar constrangimentos.

Para quem pretende seguir nessa área é importante estar atento às experiências que o evento traz e considera-las no próximo, ter preocupação constante com os detalhes e ter em mente que realizar evento é trabalho em equipe.

Comunicar erros