Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Carreiras e Tendências / A era digital chega aos restaurantes

A era digital chega aos restaurantes

A tecnologia se juntou ao atendimento para fidelizar os clientes

24/09/2016 01h10

Clientes desfrutam da praticidade oferecida pelo restaurante

Gabriela de Jesus
Letícia Sanchez
Foto: Luana Oliveira

Estamos na Era Digital. Um mundo dinâmico, onde a diversidade está constantemente presente no dia-a-dia de cada um. Passamos do tempo onde a tecnologia era considerada um luxo exclusivo para apenas uma parcela de pessoas. Hoje em dia, buscando cada vez mais praticidade e agilidade, as modernidades tecnológicas estão disponíveis para todos e é algo essencial na rotina de cada um.

Estabelecimentos e instituições estão investindo em inovações tanto para deixar o ambiente mais atrativo e moderno para os consumidores, como também para agilizar e facilitar certos tipos de serviço. Seguindo essa linha de raciocínio, muitos restaurantes, hoje em dia, estão trocando o cardápio impresso por tablets.

Existem diversos sistemas disponíveis. Tem restaurantes que optam pelo cliente fazer o pedido diretamente no dispositivo eletrônico, enquanto outros,  aproveitam mais o tablete para o cliente ter uma interação e melhor visibilidade dos pratos, mas, continuam fazendo os pedidos para os garçons.

O Estação Leopoldina – parrilla argentina, localizada no ABC paulista – é um dos restaurantes da região que está investindo nessa nova forma de interação com os clientes. “A gente escolheu a opção onde o tablet é apenas o cardápio, mas o pedido continua sendo feito diretamente com o garçom. A gente não quer substituir um trabalho pelo outro, mas sim aprimorar e facilitar, tanto para o cliente, quanto pra quem trabalha na casa”, explica o proprietário Rafael Venzol.

O sistema é prático e simples. O garçom explica ao cliente como fazer o pedido sem muito esforço. O menu é a página inicial da tela e em seguida, é só a pessoa selecionar o que deseja ver: entradas, saladas, combinações e etc. Rafael explica que “não houve diminuição na equipe de atendentes, pois o trabalho do garçom, além de recepcionar é vender e auxiliar quem está pedindo. Usamos a tecnologia como um complemento, mas ainda acreditamos que o contato visual é o mais importante”.

Questionado sobre os resultados, Rafael diz que “além de chamar atenção por ser algo ainda novo na região, o cardápio eletrônico permite que a gente coloque promoções do dia, dicas de combinação de pratos, além de fotos com boas resoluções e mais atrativas. As pessoas se interessam mais quando olham visualmente como o prato é servido”.

Comunicar erros