Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Rádio, TV e Internet / Sobre

Sobre o Curso

O Curso de Rádio, Televisão e Internet da Universidade Metodista de São Paulo teve início em 1990, tendo sido graduadas 19 turmas até o final de 2011. Atualmente 345 estudantes estão matriculados nos períodos matutino e noturno. Cerca de 30% destes alunos estão, atualmente, estagiando em emissoras ou produtoras vinculadas ao rádio e televisão. Há 5 anos consecutivos o Curso tem recebido quatro estrelas no Guia do Estudante da Editora Abril, sendo que em 2012, a Faculdade de Comunicação da Universidade Metodista recebeu o prêmio “Melhor Faculdade de Comunicação Privada do Brasil” pelo quarto ano consecutivo.

Confira detalhes do curso neste vídeo abaixo:


O Curso tem por objetivo preparar profissionais habilitados para a atuação consciente e crítica no atual ambiente comunicacional multifacetado e em constante transformação cultural e tecnológica. Durante 4 anos, os alunos discutem, analisam e vivenciam todas as etapas da produção audiovisual, desde a concepção de projetos até a sua veiculação.

Tendo por referência os contratos de estágios e informações obtidas junto a alunos graduados e absorvidos pelo mercado específico de rádio e televisão as principais oportunidades de trabalho estão concentradas nas seguintes funções:

  • Produtor e/ou assistente de produção
  • Coordenador de produção
  • Produtor executivo
  • Roteirista
  • Operador de áudio
  • Editor de programação
  • Editor de áudio e de imagem
  • Operador de áudio e vídeo
  • Iluminador
  • Cenógrafo

 

No sentido de preparar adequadamente o aluno ao mercado profissional, o curso oferece estágios na própria Universidade em setores como: “Agência Integrada de Comunicação” que, além de auxiliar os alunos do curso na realização de trabalhos acadêmicos e prestar serviços às demais unidades da Metodista, apoia a produção audiovisual de organizações não governamentais.

Outra possibilidade de estágio é oferecida na estrutura da “Rádio Metodista” atual “Rádio Sônica”, premiada em 2006 como melhor rádio web pela Associação Paulista de Críticos de Arte e, em 2007, na Expocom/Sudeste e Revista Livre Mercado.

Diversas ofertas de estágios são igualmente oferecidas nos diversos estúdios e laboratórios de informática localizados nos três campi da Universidade.

O curso de Rádio, TV e Internet dispõe de uma infraestrutura de alta qualidade: 6 estúdios de televisão; 4 estúdios de áudio para gravações e edições; e 3 laboratórios Macintoshs G4 e G5 (122 computadores), com softwares do tipo: Soundtrack, Vegas e Sound Forge, Final Cut e After Effects.

A Universidade Metodista dispõe ainda de diversos laboratórios de informática, totalizando mais de mil PCs, e uma biblioteca com 120 mil títulos, dos quais cerca de 10 mil específicos da área de Rádio e Televisão.

Também são promovidas atividades de extensão nas áreas de inserção social e regional, em especial, na Grande São Paulo. Dentre os projetos em desenvolvimento destaca-se o projeto de extensão Cidade da TV em parceria com a Cátedra Unesco e Fundação Pró TV, que dentre outras atividades, viabiliza exposições de projetos desenvolvidos por alunos na Cidade da TV (localizada na Cidade da Criança em São Bernardo do Campo) e realiza a captação de depoimentos dos pioneiros da TV brasileira.

Além de em eventos acadêmicos, os alunos são permanentemente incentivados a participar de festivais de audiovisual, como, por exemplo, o “Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo”, “Festival Internacional de Vídeo Universitário U’FRAME”e em eventos acadêmicos de tradição na área da comunicação como a “Expocom” e “Intercom”.

 

O profissional

 

O profissional formado em Rádio, TV e Internet pela Universidade Metodista está apto a exercer a liderança na execução de produtos culturais e na coordenação de equipes em todas as etapas de produção e execução do audiovisual analógico e digital, ou seja:

  1. Gerar produtos audiovisuais em suas especialidades criativas, como escrever originais ou roteiros para realização de projetos audiovisuais; adaptar originais de terceiros; responder pela direção, realização e transmissão de programas audiovisuais; editar e finalizar programas analógicos ou digitais;
  2. Saber como planejar, orçar e produzir programas para serem gravados ou transmitidos; administrar, planejar e orçar estruturas de emissoras ou produtoras;
  3. Dominar as linguagens e gêneros relacionados às criações audiovisuais;
  4. Conceber projetos de criação e produção audiovisual em formatos adequados a sua veiculação nos meios massivos, como rádio e televisão, em formatos de divulgação presencial, como vídeo e gravações sonoras, e em formatos típicos de inserção em sistemas eletrônicos em rede e outros produtos digitais;
  5. Compreender as incidências culturais, éticas, educacionais e emocionais da produção audiovisual mediatizada pela comunicação;
  6. Assimilar criticamente conceitos que permitam a compreensão das práticas e teorias referentes à área audiovisual.

 

Mercado de trabalho

 

Nos últimos anos, o rádio e a televisão, bem como todos os demais meios de comunicação, vêm se renovando e se adaptando às mudanças provocadas pela incorporação de novas tecnologias. Além de chegar à Internet, novas mídias audiovisuais estão revolucionando o mercado, como no caso do celular. Os consumidores também estão cada vez mais exigentes. Com esses novos meios de produção e veiculação de conteúdos, o mercado apresenta grande demanda por profissionais com formação técnica adequada a essas novas tecnologias.

Para atuar nesse panorama em constante transformação, o profissional de rádio e televisão também se renovou, tornando-se um agente cultural e tecnicamente preparado. Além de estar apto a definir, pesquisar, planejar, orçar e realizar programas, participa ativamente na administração e organização das estruturas de emissoras e produtoras, bem como, na criação de originais, roteiros e adaptações.

Atuando como produtor, editor, finalizador e diretor de documentários, comerciais e vinhetas, o radialista tem seu espaço garantido nas mais diversas produtoras (cinematográficas, de vídeo e audiovisuais); empresas de publicidade e propaganda e assessorias de comunicação de instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

 

Comunicar erros

MARCELO BRISENO - COORDENADOR
Marcelo Briseno
Veja o minicurrículo

 


 

selo-radioetv.png

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: