Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Psicologia / Notícias / Semana de Psicologia abre com homenagem aos personagens que construíram os 45 anos

Semana de Psicologia abre com homenagem aos personagens que construíram os 45 anos

39ª edição do evento dedicou abertura oficial a celebrar professores e funcionários e resgatar a memória em vídeo

20/09/2016 20h45 - última modificação 26/09/2016 18h58

Diretor Rogério Bellot destacou a qualidade do curso


Em lugar de evento científico, com palestrantes e temas de interesse acadêmico e clínico, a abertura oficial da Semana de Psicologia Metodista 2016 retomou a linha do tempo para celebrar os 45 anos do curso. Conduzida pela coordenadora da graduação, professora Mariantonia Chippari, a noite inaugural da 39ª edição trouxe lembranças variadas e emocionou a plateia de alunos novatos e veteranos, professores mais antigos e novos, funcionários de carreira. O evento resgatou até alunos da primeira turma de 1971.

O diretor da Escola de Ciências Médicas e da Saúde, professor Rogério Bellot, estimulou os estudantes a se sentirem privilegiados pelos mestres e técnicos que compõem a equipe de ensino. “Um grupo coeso, reflexivo, inteligente e compreensível, um grupo que forma tão bem os alunos e que faz o curso chegar ao sucesso onde está”, falou, referindo à nota 4 do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), na escala de 1 a 5.

Andrea Pasqualete foi homenageada pelos 29 anos como colaboradora Metodista. Também houve menção e agradecimentos especiais à professora Elaine Lima de Oliveira, ex-diretora da então Faculdade de Fonoaudiologia e Psicologia da Metodista de São Paulo e que faleceu em 2014, assim como ao professor Marcio de Moraes, que deixou a reitoria da Umesp recentemente e foi grande incentivador do curso de psicologia.

Muito aplaudidas pela trajetória na instituição, professoras Eda Marconi e Olímpia Noronha foram celebradas por serem as que mais tempo percorreram o curso. Falaram ao final sobre o histórico da profissão e suas regulamentações. Também subiram ao palco as professoras Hilda Avoglia e Marília Vizzotto. Pastora Rosane de Oliveira, também do curso de psicologia, resgatou suas memórias de convivência com alunos e mestres e fez uma analogia sobre a profissão dizendo que “todos somos difíceis e que mudar o outro não é tarefa de ninguém, senão de Deus. Não há ninguém suficientemente difícil que Deus não possa tratar”.

Fragmentos

Coube à coordenadora Mariantonia Chippari recuperar o que chamou de fragmentos da história, por meio de vídeo comemorativo dos 45 anos. Ela citou, entre várias passagens, o surgimento da graduação em 1º de julho de 1971, pioneira no Grande ABC e dentro da Faculdade de Ciências Humanas, Pedagogia, Letras e História. Professor Péricles de Oliveira Prado Filho foi o primeiro coordenador, em 1975. Nesse ano foram criados o Colegiado de Curso e o setor de psicologia aplicada. Uma década depois, surgiram três coordenadorias: Psicologia Aplicada à Indústria, Psicologia Aplicada à Educação e Psicologia Clínica.

Outras grandes passagens foram o surgimento da revista Psicologia Informação, em 1997, e a mudança do curso em 2000 para a Faculdade de Psicologia e Fonoaudiologia. Dois anos depois o curso se instala no Planalto e em 2009 forma com demais graduações a Faculdade da Saúde. Em 2014, nova mudança de organograma e a psicologia passa a integrar a Escola das Ciências Médicas e da Saúde da Metodista e introduz duas ênfases em seu PPC (Projeto Pedagógico de Curso): a psicologia organizacional do trabalho e a psicologia da saúde e comunitária.

Professora Mariantonia destacou ainda que 38% dos professores são ex-alunos do curso.

Adolescentes carentes

Marian Silva Pinto formou-se em 1975, na 1ª turma de psicologia da Metodista, e vinha de perua Kombi de Santos, onde morava, até São Bernardo para frequentar o curso. Só em 1974 mudou-se para São Bernardo. Embora não tenha clinicado ou atuado profissionalmente, exerceu a psicologia na prática: “Trabalhava na Prefeitura como chefe da merenda escolar com 500 mulheres. Minha sala era verdadeiro consultório, pois todas vinham buscar aconselhamento”, conta.

Extrovertida e sempre atenta a analisar as pessoas e seus comportamentos, Marian diz que a psicologia se manifestou com frequência em sua vida: trabalhou com projetos de profissionalização para adolescentes carentes na Prefeitura de São Bernardo e no Senac, o que permeou muito suas atividades profissionais. Fã da Metodista e do curso de psicologia, ela mobilizou recentemente grupo de ex-alunos em almoço para comemorar os 40 anos de formatura da turma número 1.

PsicologiaSemana2016SETAndreaPasqualete.jpg
Porf. Mariantonia e Marian. Andrea e profs. Eda e Olímpia homenageadas.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,

MARIANTONIA CHIPPARI - COORDENADORA

Veja o minicurrículo

 


Receba informações de oferecimento deste curso

 

psicologia.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X