Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Processos Gerenciais / Notícias / Formandos em Processos Gerenciais e Marketing criam planos de gestão para o ‘Gente é Pra Brilhar’

Formandos em Processos Gerenciais e Marketing criam planos de gestão para o ‘Gente é Pra Brilhar’

PAPs trabalharam sobre projeto de extensão da Metodista junto a ex-catadores de rua

05/12/2018 17h45 - última modificação 07/12/2018 12h36

Membros das cooperativas participaram da apresentação dos alunos

A experiência da Universidade Metodista de São Paulo com o projeto social Gente é Pra Brilhar inspirou o PAP (Projeto de Ação Profissional) de formandos de 2018 em Processos Gerenciais e Marketing. Alunos estruturaram como Trabalhos de Conclusão de Curso planos de negócios e de comunicação para as cooperativas de panificação e de alvenaria criadas com apoio do programa de extensão da Metodista que ressocializou ex-catadores de rua reunidos na Comunidade Padre Pio, em São Bernardo.

Alunos de Marketing pesquisaram o conhecimento da população sobre o vínculo universidade-comunidade e concluíram que as cooperativas devem investir mais nas suas marcas. Apesar de 33,3% dos pesquisados pelo PAP considerarem importante o envolvimento de universitários com projetos sociais, 32,2% desconhecem as cooperativas de serviços. “Vocês precisam enfatizar a divulgação das cooperativas junto ao público”, orientou a aluna de Marketing Fernanda Martins.

Já o grupo de Processos Gerenciais preparou várias planilhas para serem utilizadas em estratégias de mercado, gestão de recursos humanos, confecção de orçamentos, compra e manutenção de equipamentos, formação de estoques e até dicas de cursos gratuitos de capacitação. As apresentações foram feiras na presença de membros das cooperativas na noite de 30 de novembro no auditório do campus Vergueiro, tendo à frente os professores Luciane Duarte da Silva, Marco Aurélio Bernardes e Renata de Almeida Vianna Gava.

“As cooperativas são feitas de vidas. A reintrodução dessas pessoas no mercado de trabalho se deu pelo profissionalismo e não por caridade. Por isso nosso PAP focou na prestação de serviços com qualidade”, afirmou a aluna Maria Eduarda Nunes, de Processos Gerenciais. “Minha vida melhorou muito depois que conheci a Comunidade Padre Pio. É uma contribuição que vamos levar para sempre”, completou Fernanda Martins, de Marketing.

Além do assistencialismo

O envolvimento dos alunos com demandas da sociedade é marca dos projetos de extensão da Metodista, que busca, para além de conhecimentos técnicos, formar profissionais mais humanizados, como enfatizou professor Marco Aurélio. “Tem coisas que não acontecem por acaso em nossas vidas. Vocês estão saindo da Metodista fortes e sábios, com mais experiência humana e transformados para melhor”, disse ele, agradecendo professora Renata Eisinger pela sugestão para que os PAPs deste ano abordassem o Gente é Pra Brilhar.

As Políticas de Extensão da Educação Superior, aliás, passam por reformulação buscando justamente fortalecer a vivência acadêmica em projetos comunitários, como citou professora Luciane Duarte. Em 27 de novembro último o Diário Oficial da União publicou súmula de parecer da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CES/CNE) que aprova novas diretrizes para as práticas extensionistas. “A extensão da Metodista já contempla os pilares previstos no parecer do CNE, que pede projetos para além do assistencialismo, que criem diálogos com a comunidade, tenham ação transformadora e produzam serviços para a sociedade”, destacou a docente.

Um dos trechos do parecer diz: “As três dimensões da universidade – ensino, pesquisa e extensão, e suas relações internas com a sociedade – sempre foram marcadas por debates, incompletudes e busca de definição. Partindo das abordagens teóricas e históricas, pode-se encontrar na extensão três concepções ideológicas que se entrecruzam e adquirem materialidade: a posição assistencialista, que se caracteriza pelo atendimento às demandas sociais por intermédio da prestação de serviços à comunidade; a dimensão transformadora, na qual as relações entre universidade e sociedade são dialógicas e buscam a transformação social; e, mais recentemente, o entendimento de que há novas expectativas de serviços que a sociedade demanda da universidade. A parceria da universidade com demais setores da sociedade civil, portanto, poderia ser o mecanismo de articulação entre esses atores ao transformar a instituição de ensino também em produtora de bens e serviços”.

Leia mais sobre o Gente é Pra Brilhar:
Capacitados pela Metodista, ex-moradores de rua criam cooperativa de construção e reformas
Cooperativa de Panificação do ‘Gente É Pra Brilhar’ é treinada em manipulação de alimentos
Time Enactus Metodista é classificado em dois editais de ações de responsabilidade social

Alunos participantes:
Marketing
Fernanda Martins
Nelsino Júnior

Processos Gerenciais
Airton Bezerra
Amanda Brandão Soares
André Luís Ferreira
Bruna de Fátima Antunes Ruas
Cintia Ale Jorge
Ester Silva Nascimento
Fábio Cunha da Silva
Ildenia Maria Santos Fernandes
Isabela Bin Nascimento
Isau Pedro Ferreira Nascimento
Lilian Bueno Rosa Mendes
Luiz Felipe Silva Mendes
Maria Eduarda Denti Nunes
Nathalie Calina Frighetto Fernandes
nayara Giovanna Lira da Silva
Nilza Necí Silva Pereira
Rafael Gonçalves Saraiva
Rebeca Silva Goulart
Renan Costa Santos
Samara Regina Cotrim Pais
Thamires Cristine de Paula

Veja imagens do evento no auditório Vergueiro: 

Apresentação de PAPs de formandos em Marketing e Processos Gerenciais

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , ,

LUCIANE DUARTE DA SILVA - COORDENADORA


Minicurrículo

 

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X