Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Ciências da Religião / Notícias / Professora de Pós em Ciências da Religião fala à Rolling Stones sobre evangélicos na política

Professora de Pós em Ciências da Religião fala à Rolling Stones sobre evangélicos na política

Revista aponta que, nos últimos 20 anos, número no Brasil cresceu 15,6%

06/04/2017 14h47

Nos últimos anos têm se tornado mais comum a presença de evangélicos na política. Exemplo disso é a eleição de Marcelo Crivella à prefeitura do Rio de Janeiro. Segundo o Censo Demográfico de 2010, divulgado pelo IBGE em 2012, atualmente os evangélicos representam 22% da população. A pesquisa é realizada a cada dez anos e mostra que em 1990 esse percentual estava em 9%.

O que caracteriza a eleição do novo prefeito do Rio não é apenas a parcela de fiéis, mas a facilidade que o político tem de atingir diversos segmentos da sociedade. Em matéria publicada na última edição da Revista Rolling Stones, a professora da Pós-graduação em Ciências da Religião da Metodista Magali Cunha opina que a eleição de Crivella ocorreu por aceitação popular. “Esses 22% [da população brasileira que se declara evangélica] não são expressivos para ganhar tudo. Se um político ganha é porque tem outros apoios”, relata.

Acompanhe aqui a matéria completa.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,
SOBRE O PROGRAMA