Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Psicologia da Saúde / Projetos de Pesquisa / Fatores de neuroticismo e função executiva em mulheres vítimas de violência doméstica

Fatores de neuroticismo e função executiva em mulheres vítimas de violência doméstica

Linha de Pesquisa: Processos Psicossociais Prof. Dr. Antonio de Pádua Serafim

Em países como Brasil, o tema violência vem se configurando como um dos principais problemas de saúde pública devido ao registro crescente no aumento das taxas de mortes por causas externas nas últimas três décadas, em especial devido à violência (homicídios) e acidentes. Apesar da pouca precisão dos dados disponíveis, há um consenso entre pesquisadores que os grupos populacionais mais vulneráveis a violência são crianças e jovens até 24 anos, idosos, mulheres e pessoas com transtornos mentais e deficiências. A violência contra a mulher também tem sido entendida como um problema de saúde pública dada à problemática em termos da saúde mental, já que são estimados índices de mortalidade, entre mulheres na faixa etária dos 15 aos 44 anos, superiores aos do câncer, da malária, dos acidentes de trânsito e da guerra. Visto isto, neste projeto pretende-se investigar a possível relação entre os fatores personalidade e desempenho cognitivo em dois grupos distintos. O Grupo Experimental: composto por 40 mulheres vítimas de violência doméstica advindas das Delegacias de Atendimento à Mulher da Região do ABC e da Cidade de São Paulo e Grupo Controle: composto por 40 mulheres advindas dos Municípios da Região do ABC e da Cidade de São Paulo sem histórico de violência doméstica.

Comunicar erros

SOBRE O PROGRAMA
Formulários semestrais - Bolsas de Estudo