Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Comunicação / Processo Seletivo / 2sem/2018 / EDITAL DE SELEÇÃO - 2º SEMESTRE DE 2018

EDITAL DE SELEÇÃO - 2º SEMESTRE DE 2018

Confira o edital em PDF

 

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO
ESCOLA DE COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E HUMANIDADES
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

EDITAL DE SELEÇÃO DISCENTE PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL (MESTRADO E DOUTORADO)
ANO ACADÊMICO DE 2018 – 2º SEMESTRE 


I – O Programa

A Escola de Comunicação, Educação e Humanidades, em seu Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo – UMESP, faz saber que se encontram abertas as inscrições para o preenchimento de 9 vagas para Mestrado e 6 vagas para Doutorado, na seguinte Área de Concentração:

  • PROCESSOS COMUNICACIONAIS


Linhas de Pesquisa:


1. COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA, PROCESSOS E PRÁTICAS SOCIOCULTURAIS

Estudo dos processos que se desenvolvem no âmbito do ecossistema midiático em suas dimensões estruturais e dos fluxos de produção, circulação e recepção, relacionados aos sistemas de informação e acesso ao conhecimento. As pesquisas recortam a realidade comunicacional e sociocultural decorrente das práticas desenvolvidas no contexto das mídias, abrangendo suas estéticas, linguagens, narrativas e evolução tecnológica.

2. COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA

Estudo dos processos e estratégias de comunicação institucional, publicitária e mercadológica nas organizações privadas e públicas. As pesquisas contemplam a gestão das competências de comunicação, de mídias e redes online, marcas, consumo responsável, imagem e reputação das organizações, bem como os aspectos de linguagem e discursos construídos a partir das interfaces entre comunicação institucional e mercado na perspectiva da sustentabilidade e da governança corporativa.

3. COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA, TERRITÓRIOS DE CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Estudos teóricos e dos processos comunicacionais constituídos a partir das práticas desenvolvidas no âmbito comunitário, alternativo e contra-hegemônico, além dos meios locais e regionais de comunicação. Enfatiza-se a comunicação em seus aspectos participativos, nas dinâmicas de educação informal, das culturas populares, das práticas religiosas, do direito à comunicação e à diversidade, das políticas públicas, do empoderamento social e do exercício da cidadania em territórios identitários voltados ao desenvolvimento comunitário e local.

II – Da Inscrição

As inscrições serão feitas na Central de Relacionamento, no Anexo Ómicron (em frente à Portaria Principal), Campus Rudge Ramos, Rua Alfeu Tavares, 149 – Rudge Ramos – São Bernardo do Campo/SP, de 3 de maio a 8 de junho de 2018, das 8h às 21h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, mediante entrega da seguinte documentação:

a) 1 Foto 3x4;
b) Cadastro de Pessoa Física (CPF) – 1 cópia;
c) Para brasileiros Cédula de Identidade (ou Carteira de Identidade de Conselhos Profissionais) e para estrangeiros o RNE – 1 cópia;
d) Comprovante de Pagamento da Taxa de Inscrição, no valor de R$ 135,00 (cento e trinta e cinco reais);
e) Curriculum Vitae – 1 cópia;
f) Diploma de Graduação devidamente registrado (para inscrição no Mestrado) ou diploma de Mestrado, reconhecido pelo MEC, devidamente registrado (para inscrição no Doutorado) – 1 cópia autenticada.Diploma obtido no exterior deverá estar revalidado no Brasil, conforme legislação pertinente;
g) Exemplares de produção científica, como relatórios de pesquisa, artigos e, no caso do Doutorado, cópia da Dissertação de Mestrado (os quais posteriormente serão devolvidos);
h) Histórico Escolar da Graduação (para Mestrado) ou do Mestrado (para Doutorado) – 1 cópia autenticada. Histórico Escolar do exterior deverá estar autenticado pela autoridade consular brasileira no país de origem da documentação e com a tradução registrada;
i) Projeto de Pesquisa que pretende desenvolver com vistas à futura dissertação ou tese (informações no Anexo B) – 1 cópia;
j) Ficha de Inscrição, devidamente preenchida e assinada. Formulário disponível no link: <http://portal.metodista.br/poscom/stricto/ficha-de-inscricao/ficha-de-inscricao/view>

Poderão se inscrever diplomados em nível superior.
Os candidatos residentes fora de São Paulo poderão inscrever-se por correspondência registrada, via Sedex ou por procuração, cujo modelo encontra-se disponível no link: <http://portal.metodista.br/stricto/modelo-de-procuracao/modelo-de-procuracao/view>, e o boleto referente à taxa de inscrição será enviado ao candidato após o recebimento de sua documentação, pelo e-mail disponibilizado na “Ficha de Inscrição”, com o devido prazo para o seu pagamento.
Nos casos de inscrição por correspondência registrada, somente serão considerados inscritos os candidatos cuja documentação e pagamento estejam regularizados dentro do prazo de inscrição.
Local para o envio dos documentos de inscrição pelos Correios: Secretaria Acadêmica de Pós-Graduação – Rua do Sacramento, 230 – Edifício Beta – Sala 114– Rudge Ramos – São Bernardo do Campo – SP – CEP: 09640-000.


III – Da Seleção

O processo de seleção para preenchimento das vagas no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social – Mestrado e Doutorado – compreende as seguintes etapas:

a) Prova Escrita;
b) Exame de Proficiência em Língua(s) Estrangeira(s), em um dos seguintes idiomas: Inglês, Espanhol ou Francês. Alunos estrangeiros poderão fazer o exame de proficiência em sua língua materna, desde que esta integre as opções oferecidas.
c) Avaliação do Projeto de Pesquisa apresentado pelo candidato na inscrição;
d) Avaliação do Curriculum Vitae;
e) Entrevista.

a) Prova Escrita:

A prova escrita consiste em um texto de 60 a 80 linhas (Mestrado) e de 80 a 100 linhas (Doutorado) sobre um dos seguintes temas, a ser sorteado em sala no dia da realização da prova:
1) Ética na comunicação: informação jornalística e o fenômeno das fake news.
2) Internet, redes sociais e novas formas de comunicação.

Bibliografia sugerida para os temas (os candidatos têm também a liberdade de utilizar outras fontes):

Tema 1 – Ética na comunicação: informação jornalística e o fenômeno das fake news

KARAM, Francisco José Castilhos; CHRISTOFOLETTI, Rogério. Fundamentos jornalísticos para novos cenários éticos da informação. In: SILVA, Gislene; KÜNSCH, Dimas A.; BERGER, Christa; ALBUQUERQUE, Afonso (Orgs.). Jornalismo contemporâneo: figurações, impasses e perspectivas. Salvador: Edufba; Brasília: Compós, 2011, p. 79-100. Disponível em: <http://www.sisbin.ufop.br/novoportal/wp-content/uploads/2015/03/JORNALISMO-CONTEMPORANEO.pdf>.

DUNKER, Christian; TEZZA, Cristovão; FUKS, Julian; TIBURI, Marcia; SAFATLE, Vladimir. Ética e pós-verdade. Porto Alegre: Dublinense, 2017.

HESMONDHALGH, David. O fracasso da mídia em representar a classe trabalhadora: as explicações da produção de mídia e mais além. Matrizes, v. 11, n. 3. São Paulo: PPGCOM/ECA/USP, 2017, p. 17-37. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/matrizes/article/view/142015/137273>.

Tema 2 – Internet, redes sociais e novas formas de comunicação

CASTELLS, Manuel Castells. Redes de indignação e esperança. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

SERIDÓRIO, Daniele; LUVIZOTTO, Caroline. Internet como espaço de deliberação e participação política. Comunicação & Sociedade, v. 39, n. 3. São Bernardo do Campo: Editora Metodista, 2017, p. 79-110. Disponível em: <https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CSO/article/view/7836/6101>.

Durante a realização da prova escrita não será permitida a consulta a materiais como livros, artigos, dicionários, anotações e quaisquer outros materiais analógicos ou digitais.

b) Proficiência em Língua Estrangeira:

  • Mestrado:

Os candidatos ao Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo deverão realizar o Exame de Proficiência em Idioma Estrangeiro exclusivamente como parte do Processo Seletivo do PosCom-UMESP, optando por um dos seguintes idiomas: Inglês, Espanhol ou Francês.

  • Doutorado:

Os candidatos ao Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo, se aprovados no processo seletivo, poderão aproveitar como primeira língua estrangeira a que constar do histórico escolar do Mestrado, desde que este tenha sido obtido em Programa credenciado pela Capes, sem limite de prazo para os idiomas Inglês, Espanhol ou Francês. Para a comprovação de proficiência no segundo idioma, o candidato deverá fazer o exame exclusivamente no Processo Seletivo do PosCom-UMESP, optando por uma das línguas (Inglês, Espanhol ou Francês), excluída aquela do Mestrado.

  • Dos candidatos estrangeiros será requerido, além das línguas exigidas pelo Programa, o Exame de Proficiência em Língua Portuguesa (CELPE-BRAS - para saber mais acesse: http://portal.inep.gov.br/acoes-internacionais/celpe-bras). Este exame é realizado nos meses de abril e outubro e o certificado tem validade nacional.
  • Os candidatos habilitados à admissão que apresentarem insuficiência no conhecimento de língua estrangeira, ou de Língua Portuguesa para candidatos estrangeiros, poderão submeter-se a novos exames, no prazo máximo de 1 (um) ano, a contar do início das atividades acadêmicas, seguindo planejamento feito pelo Colegiado do Programa.
  • É permitido o uso de dicionário impresso para a Prova de Proficiência em Língua Estrangeira.

 

c) Projeto de Pesquisa / Currículo Vitae / Entrevista:

A Entrevista será constituída de arguição sobre o Projeto de Pesquisa, sobre o Curriculum Vitae do candidato e sua produção científica. Incluirá, ainda, avaliação das expectativas do candidato com relação ao curso e ao seu futuro acadêmico e profissional. Também será levada em conta disponibilidade de tempo do candidato para o desenvolvimento futuro da pesquisa.

Os candidatos deverão apresentar documento de identidade no ato da entrevista. A ausência do candidato no dia, local e hora designados para a realização da entrevista será considerada como desistência.

Observações importantes:

1) A Critério da Comissão de Processo Seletivo do PosCom-UMESP, as vagas disponíveis para os níveis de ensino do Programa (cursos de Mestrado e Doutorado) indicadas neste Edital poderão ser remanejadas ou revistas. Esta Comissão, tendo em vista os resultados do Processo Seletivo, poderá autorizar a alteração do número de vagas por nível de ensino (cursos de Mestrado e de Doutorado), aumentando-o ou reduzindo-o, conforme o caso. Com isso, busca-se alinhar o número de vagas à procura por candidatos em cada curso e também favorecer o aproveitamento dos candidatos aprovados.

2) Caso o programa credencie novo(s) docente(s) no período em que este processo seletivo estiver em curso, os candidatos aprovados na prova escrita e não classificados na etapa de entrevistas com o orientador indicado serão informados sobre eventual criação de novas vagas e convidados para entrevista com novo orientador, respeitada a linha de pesquisa de sua inscrição inicial. Caso ocorra a saída de um docente do PosCom-UMESP no período entre a divulgação do edital e o término do processo seletivo, os candidatos aprovados para este docente poderão ser encaminhados para um outro professor, se ele e o candidato estiverem de acordo.

3) A Comissão do Processo Seletivo do PosCom-UMESP, após análise do projeto do candidato considerado aprovado na prova escrita, mas não classificado na lista de selecionados do orientador por ele indicado, poderá encaminhá-lo para outro orientador que disponha de vaga. Se o novo orientador e o candidato estiverem de acordo, a mudança será efetivada. Levando-se em conta o perfil do novo orientador, o candidato deverá, se escolhido, promover a adaptação do seu projeto de pesquisa, conforme acordo entre ambas as partes.

IV) Da Divulgação

Os docentes enviarão lista com a classificação dos candidatos aprovados na Entrevista, incluindo suplentes, se houver, para a Comissão de Processo Seletivo e esta finalizará a lista dos aprovados e suplentes do Programa que será divulgada no site do PosCom.

Não serão divulgadas as razões pelas quais um candidato não tenha sido classificado, nem caberá recurso em nenhuma etapa do processo de seleção.

V) Das Vagas


Linha

Doutorado

Mestrado

1. COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA, PROCESSOS E PRÁTICAS SOCIOCULTURAIS

2

2

2. COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA

2

2

3. COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA, TERRITÓRIOS DE CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

2

5

 

V) Do Cronograma

As etapas do Processo Seletivo descritas neste Edital serão realizadas na Universidade Metodista – Campus Rudge Ramos – São Bernardo do Campo – SP, de acordo com a seguinte programação/cronograma:

  • Prova Escrita (Mestrado e Doutorado):

11 de junho de 2018 – das 9h às 12h

  • Exame de Proficiência em Língua Estrangeira (Mestrado e Doutorado):

11 de junho de 2018 – das 14h às 16h
Local da Prova Escrita e Exame de Proficiência em Língua Estrangeira:
Campus Rudge Ramos – Edifício Capa – Laboratório 121 

  • Lista dos candidatos aprovados com agendamento de entrevistas (Site PosCom – UMESP):

13 de junho de 2018, após 20h.

  • Entrevistas (horários agendados)

18 de junho de 2018 – A partir das 9h

  • Divulgação do Resultado do Processo Seletivo (Site PosCom – UMESP):

20 de junho de 2018

  • Matrículas – Mestrado e Doutorado:

Dias 25 a 27 de junho de 2018

Observações:
1) Os candidatos devem chegar com 15 minutos de antecedência ao horário indicado na Prova Escrita e na de Proficiência;
2) Os candidatos não selecionados ou os que tenham sido classificados no Exame de Seleção, mas não efetuaram a matrícula dentro do prazo estabelecido, deverão retirar seus documentos entregues no ato da inscrição durante o mês de agosto de 2018. Concluído este prazo, a Coordenação de Processos Acadêmicos de Pós-Graduação não mais se responsabilizará pela guarda dos mesmos. 

VI) Da Matrícula dos Aprovados

As matrículas serão realizadas na Central de Relacionamento, no Anexo Ómicron (em frente à Portaria), Campus Rudge Ramos, Rua Alfeu Tavares, 149 – Rudge Ramos – São Bernardo do Campo/SP, nos dias 20 a 22 de junho de 2018, das 8h às 21h.

Os candidatos aprovados (Mestrado e Doutorado) deverão agendar horário com seus orientadores, ou com a Coordenação do Programa, para escolha das disciplinas e assinatura do formulário de matrícula para efetivação da mesma. O formulário estará disponível na Coordenação do Programa.

Atenção: A matrícula se efetivará com o pagamento da primeira parcela da semestralidade (junho 2018) no ato de sua realização.

O candidato classificado no Exame de Seleção que não efetuar matrícula no período estabelecido será considerado desistente. Casos omissos de interpretação duvidosa relativos ao Processo Seletivo em questão serão resolvidos pela Comissão de Processo Seletivo, indicada pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo – METODISTA.

Quaisquer outras informações sobre o Programa poderão ser obtidas junto à Central de Relacionamento, pelo telefone (0xx11) 4366-5000 ou por meio da Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, telefone: (0xx11) 4366-5818, ou ainda pelo e-mail: gisele.nicolosi@metodista.br

São Bernardo do Campo, 3 de maio de 2018.

Prof. Dr. Luiz Alberto de Farias
Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

 

 

Anexo A: Projeto de Pesquisa

Trata-se de uma proposta preliminar de pesquisa em nível de Mestrado ou Doutorado, e deve revelar o interesse do candidato por um tema específico, relacionado a uma das linhas de pesquisa. O projeto deve incluir:

  • Título
  • Nome do autor
  • Linha de pesquisa
  • Resumo de 10 a 15 linhas
  • Problema de Pesquisa
  • Objetivos
  • Justificativa do tema escolhido 
  • Hipóteses
  • Revisão de Literatura
  • Metodologia 
  • Referências

Obs.: O projeto deverá ser digitado em espaço de 1,5 (um e meio), fonte 12 (doze) e não exceder a 10 páginas, incluindo as referências.

 

Anexo B: Perfil dos Docentes do PosCom Metodista

Alexandre Cappellozza
Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Mestre e Especialista em Administração pela Universidade Metodista de São Paulo. Engenheiro de Telecomunicações pela Escola de Engenharia Mauá. Possui experiência internacional de pesquisas pela Red McCombs School of Business, Universidade do Texas em Austin (EUA). Interesses de pesquisa envolvem aspectos comportamentais ligados a tecnologias, Redes Sociais, Big Data e Internet das Coisas. Acumula experiências em consultoria, treinamento e operações em diversas empresas. Palestrante, conferencista e coordenador de seminários, cursos e congressos.

Camila Escudero
Doutora em Comunicação Social pela ECO-UFRJ, na linha de pesquisa Mídia e Mediações Culturais (2017). Realizou Doutorado-Sanduíche na University of Illinois - Chicago (UIC), no Latin American and Latin Studies Program, com bolsa FAPERJ (2015-2016). Mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2007), com bolsa CAPES. Pós-graduada em Língua Portuguesa (2011) e Jornalismo Internacional (2002) pela PUC-SP. Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo (1999). Tem experiência no mercado de Comunicação (impresso e online) e em docência e orientação de pesquisas acadêmicas na ECO-UFRJ, Universidade Metodista, UNIFAI e Uniban. Revisora da Revista Brasileira de Ciências da Comunicação (RBCC) - Intercom (edições em português e inglês, de 2007 a 2017). Foi membro do Programa Nacional de Apoio à Pesquisa (PNAP) da Biblioteca Nacional, edição 2013-2014 e pesquisadora júnior do Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro, com apoio do Instituto Internacional de Macau, edição 2017. É pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Cilene Victor
Pós-doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Gestão do Território, área de concentração Gestão de Riscos Ambientais e Urbanos, da Universidade Federal do ABC - UFABC. É doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo, com tese na área de Comunicação de Riscos Ambientais e Tecnológicos, mestre em Comunicação Científica e Tecnológica, especialista em Comunicação Aplicada à Saúde e bacharel em Jornalismo. Coordenou o Centro Interdisciplinar de Pesquisa e editou o periódico científico Communicare, período de fevereiro de 2014 a março de 2017. Como jornalista de ciência e meio ambiente desde 1991, tem atuado como comentarista, colunista de veículos da área e editora de revistas especializadas, como a Com Ciência Ambiental (2007-2011) e a Diálogo Brasil Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação (edição anual).

Dimas Künsch
Doutor em Ciências da Comunicação e mestre em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo (USP). Bacharel em Filosofia e em Teologia. Pós-graduado em Psicologia Junguiana. Mediador Judicial. Professor, pesquisador, editor de livros, terapeuta junguiano e mediador judicial. Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero (2009-2016), no qual atuou como docente de graduação e pós-graduação, lato e stricto sensu, entre 2004 e 2017. É autor de livros, capítulos de livros, artigos e ensaios científicos sobre temas de Comunicação, Jornalismo, Narrativa Jornalística, Narrativas Míticas, Teoria e Epistemologia da Comunicação, Pensamento da Complexidade e Método da Compreensão. Foi coordenador da Comissão Organizadora do Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação (Compós 2017).

Fabio Josgrilberg
Mestre em Media Studies (Concordia University, Montreal, Canadá), doutor em Ciências da Comunicação (Universidade de São Paulo, USP) e estudos pós-doutorais na London School of Economics and Political Science (LSE, financiado pela FAPESP). É certificado pela IDEO U em estratégias de human centered design. Foi Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Reitor Pró tempore na UMESP. É membro do Conselho do programa 100 Open Startups (http://www.openstartups.net/), foi coordenador e vice-coordenador eleito do segmento de universidades comunitárias do Fórum Nacional de Pró-reitores de Pós-graduação e Pesquisa (FORPROP), avaliador ad hoc dos núcleos estratégicos de pesquisa da Universidade Federal do ABC para o triênio (2017-2019). É avaliador de periódicos científicos nacionais e internacionais, tais como Canadian Journal of Communication (Canadá), Palabra Clave e Signo y Pensamiento (Colômbia). É autor de livro, organizações e artigos científicos nacionais e internacionais sobre tecnologias da informação e comunicação com ênfase em inovação, desenvolvimento social, processo colaborativos, usos cotidianos, fenomenologia da tecnologia e direitos humanos.

Herom Vargas
Orienta dissertações de mestrado e teses de doutorado que envolvem a comunicação midiática nas suas relações com a arte, a música popular e interfaces com a estética dos processos comunicacionais. Doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) com pós-doutorado pela ECA-USP. Foi vice-presidente da seção latino-americana da International Association for the Study of Popular Music (IASPM-AL), gestão 2014-2016. Coordena o GT Memória nas Mídias, no congresso da COMPÓS (2014-2016). É autor de "Hibridismos musicais de Chico Science & Nação Zumbi" (Ateliê, 2007), artigos em periódicos e capítulos em livros nacionais e estrangeiros e organizador de três coletâneas.

José Marques de Melo
Orienta dissertações de mestrado e teses de doutorado com temáticas pertinentes às relações históricas e/ou contemporâneas entre Mídia, Cultura, produção de sentidos e construção de identidades. Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA/USP (1996). Consultor ad hoc para projetos de pesquisa do CNPq, da CAPES e da FAPESP. Criador e ex-presidente da Intercom. Líder do grupo de pesquisa Narrativas Contemporâneas e desenvolve projeto de pesquisa sobre a mesma temática no âmbito do PosCom da Metodista. Co-fundador e ex-diretor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de são Paulo e da Autor de diversos livros de comunicação no Brasil e no exterior. Titular da Cátedra Unesco de Comunicação da Umesp.

Luiz Alberto de Farias
Coordenador do Programa em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo; professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo; foi diretor acadêmico da Universidade Anhembi Morumbi, presidente da Abrapcorp e da ABPR-SP, e diretor da Intercom. Pós-doutorado em Comunicação pela Universidade de Málaga (Espanha), doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade de São Paulo, mestre em Comunicação e Mercado pela Faculdade Cásper Líbero, graduado em Jornalismo e em Relações Públicas.

Mateus Yuri Passos
Pós-doutorado em Comunicação na Faculdade Cásper Líbero, doutor em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas com período sanduíche na Ludwig-Maximilians-Universität München, mestre em Ciência, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal de São Carlos, especialista em Jornalismo Científico pela Universidade Estadual de Campinas e em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário, bacharel em Comunicação Social: Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Campinas. Foi editor adjunto da Revista Comunicação Midiática e editor convidado em dossiês das revistas Redes.Com, Brazilian Journalism Research e Líbero. Foi jornalista de ciência junto à editora Casa da Árvore e coordenador executivo do projeto Toque da Ciência, na Universidade Estadual Paulista.

Paulo Rogério Tarsitano
Doutor em Comunicação Social pela Universidade Metodista de Sao Paulo. Tem longa experiência na área de Comunicação, com ênfase em planejamento e desenvolvimento de estratégias de criação em campanhas publicitárias mercadológicas e institucionais, tanto na área comercial de produtos e serviços como em ações institucionais de empresas privadas ou governamentais. Integra a diretoria executiva da APP - Associação dos Profissionais de Propaganda. Foi diretor da Faculdade de Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo. Criador do Prêmio Expocom e atuou como diretor da Intercom.

Roberto Chiachiri
Pós-doutorando na Université Paris 1 Sorbonne - França, Doutor e Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Foi vice-diretor, coordenador do PPGCOM e professor titular da Faculdade Cásper Líbero, graduação e pós-graduação. Professor convidado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, no curso de Semiótica psicanalítica (COGEAE). Pesquisador convidado do CRICC - Centre de Recherche Images Culture et Cognition (Sorbonne - Paris).

Roberto Joaquim de Oliveira
Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo (1991), mestrado (1995) e doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2008). Tem forte atuação na área de Comunicação, pesquisando principalmente os temas de jornalismo, comunicação comunitária, informação, administração pública e integração. Por conta da temática comunicação e cidadania, desenvolve projeto de implantação de Incubadora de Cooperativa de Empreendimentos Solidários na região do ABC de São Paulo, além de ter pesquisado o tema em outras localidades brasileiras.

Comunicar erros

SOBRE O PROGRAMA
X