Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Comunicação / Notícias / Revista científica A-1 publica artigo de professores da Metodista sobre bibliotecas virtuais

Revista científica A-1 publica artigo de professores da Metodista sobre bibliotecas virtuais

Publicação de universidade do México é das mais conceituadas em sua área

14/06/2018 18h25 - última modificação 14/06/2018 18h28

A edição maio-junho de 2018 da revista Investigación Bibliotecológica, uma das mais conceituadas na área, publica artigo de dois docentes da Universidade Metodista de São Paulo sobre acesso às bibliotecas virtuais tendo como principal incentivador o professor. A revista de categoria mundial é editada pelo IIBI (Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas y de La Información), da Universidade Nacional Autônoma do México.

“Seu conceito é A-1, ou seja, de relevância máxima pelos critérios da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)”, cita professor Alexandre Cappellozza sobre a importância da publicação aos olhos do Ministério da Educação. Professor Cappellozza atua no Programa de Pós-Graduação em Administração e na PósCOM, de Comunicação Social, e assina o artigo científico em co-autoria com professora Thaísa Bechelli Yamanaka, da Escola de Gestão e Direito e da Educação a Distância Metodista.

Apoio ao ensino-aprendizagem

O trabalho é fruto de dissertação de Mestrado da professora Thaísa e foi aceito pelo Instituto IIBI em outubro de 2016. Tem como título “Explorando a influência integrada do estímulo docente sobre a intenção de uso das bibliotecas virtuais por estudantes de cursos a distância e presenciais no Brasil”. As informações foram coletadas junto a 406 estudantes e concluem que o professor é, sim, influenciador-chave para que alunos percebam a facilidade e a utilidade de bibliotecas on-line e construam, assim, o hábito da consulta. Essa ferramenta tecnológica é destacada na pesquisa sobretudo pela utilidade como apoio ao ensino-aprendizado. Alunos EAD são os maiores usuários.

Os autores destacam que as bibliotecas virtuais acompanham o próprio avanço da educação a distância e das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) com o advento da internet, o que possibilitou a esses espaços de leitura – antes restritos à presença física do leitor -- adquirir novas possibilidades de interação e disseminação do conhecimento. Daí a importância do professor no processo educativo, pois é ele quem vai indicar referências de leitura e estimular os alunos a buscar, de forma autônoma, a construção do próprio conhecimento.

Acompanhe a íntegra do artigo.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , , ,
SOBRE O PROGRAMA