Ir para o conteúdo.

Ferramentas Pessoais

Facebook da Metodista Youtube da Metodista Twitter da Metodista Linkendin da Metodista
Você está aqui: Página Inicial / Política Editorial / Normas de criação de periódicos científicos

Normas de criação de periódicos científicos

Segundo a norma NBR 6023/2002, da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, um periódico científico é definido como “uma publicação em qualquer tipo de suporte, editada em unidades físicas sucessivas, com designações numéricas e/ou cronológicas e destinada a ser continuada indefinidamente”. Os periódicos científicos publicam, prioritariamente, resultados de pesquisas científicas, sendo compostos, em sua maior parte, por artigos originais.

Os artigos científicos formam a seção principal dos periódicos. Porém, estes também podem ser constituídos por resenhas, relatos de experiência, informes científicos, notícias etc.

Os periódicos científicos, tanto no formato impresso quanto no eletrônico, necessitam atender a determinados critérios para sua efetiva existência e publicação, com vistas, também, à avaliação externa e à possibilidade de inclusão em bases de indexação.


1) Publicação

a) Trâmites

Na Metodista, os trâmites para se iniciar a publicação de um periódico científico, seja impresso ou em meio eletrônico, incluem:

  • Elaboração da proposta de publicação, a partir das orientações deste manual;
  • Apreciação e encaminhamento da proposta pelo respectivo Conselho de Faculdade;
  • Aprovação da proposta de publicação pelo Conselho de Política Editorial;
  • Encaminhamento dos artigos em arquivos eletrônicos à Editora, para diagramação ou disponibilização para versão impressa ou eletrônica;
  • A formatação para a Internet estará sob responsabilidade da Gerência de Comunicação. A Editora encaminhará a revista para publicação.

b) Periodicidade

  • Publicação impressa: as publicações científicas poderão ter periodicidade anual, semestral, quadrimestral, trimestral, bimestral ou mensal, dependendo dos critérios de cada área.
  • Publicação eletrônica: a política determinada pelo Conselho de Política Editorial da Metodista é de que, em princípio, as novas publicações em meio eletrônico sejam semestrais, pelo menos no que se refere à seção destinada aos artigos científicos.

c) Regularidade

A partir da escolha da periodicidade da publicação, o periódico deverá manter regularidade, sem sofrer atrasos. A responsabilidade quanto à regularidade cabe à Comissão Editorial.

d) Avaliação

  • Após o lançamento, o periódico será avaliado quando necessário.
  • O Conselho de Política Editorial constituirá uma comissão para esse fim.

2) Normatização

Os periódicos científicos são caracterizados pela apresentação de elementos essenciais, que devem obedecer às normas de padronização discriminadas a seguir:

a) Identificação da publicação

  • ISSN: a Editora Metodista se responsabilizará pelo preenchimento do formulário de solicitação de código ISSN (International Standard Serial Number), que deverá ser impresso em destaque. No caso de publicação eletrônica, o ISSN será solicitado após a publicação na web.
  • E-mail da revista: a Editora Metodista providenciará, junto à Diretoria de Tecnologia e Informação da Universidade Metodista, a criação do e-mail para a revista.
  • Legenda bibliográfica: constará nas páginas iniciais dos artigos e em páginas alternadas.
  • Ficha catalográfica: a Biblioteca Jalmar Bowden se responsabilizará pela confecção da ficha catalográfica do periódico.
  • Endereço: deverá constar no periódico o endereço para contato com a Comissão Editorial, que deve ser o mesmo da direção da faculdade que abriga as publicações.
  • Data da impressão: informação obrigatória, que indica a regularidade da periodicidade. A Editora é responsável por esta informação.
  • Linha editorial: deverá ser incluída pela Comissão Editorial, explicitando resumidamente a missão, a história e os objetivos da publicação.
  • Normas editoriais: as instruções para encaminhamento de material devem ser completas, incluindo exemplos de referências segundo normas estabelecidas (ABNT, APA etc.). Cabe à Comissão Editorial esta responsabilidade.

b) Sumário

No sumário, os títulos dos artigos deverão estar em português, inglês e espanhol.

c) Resumos

O resumo dos artigos deverá ser encaminhado junto com o texto principal, pelo autor, em português, inglês e espanhol, nunca excedendo 150 palavras. A Comissão Editorial é responsável por garantir este envio.

d) Descritores (palavras-chave)

As palavras-chave também deverão estar em português, inglês e espanhol, nunca excedendo cinco palavras. A Comissão Editorial é responsável por seu envio.

e) Referências bibliográficas

Exige-se a aplicação da normalização de referências em todos os artigos, consistentes entre si, segundo normas de instituições reconhecidas na área (ABNT; Vancouver; APA/Chicago). Esta é uma res­ponsa­bilidade da Comissão Editorial.

f) Afiliação institucional

A Comissão Editorial deve explicitar a afiliação institucional dos autores, do Comitê Assessor e do Conselho Editorial, sempre com indicação da instituição a que pertence.

g) Endereço do autor para correspondência

É obrigatória a presença do endereço – postal e eletrônico – dos autores. Pode-se também incluir nas publicações eletrônicas um link para o Currículo Lattes do pesquisador. Cabe à Comissão Editorial esta responsabilidade.


3) Autoria e conteúdo

a) Para evitar a endogenia

A Comissão Editorial deve cuidar para que também sejam publicados artigos de autores externos à Universidade Metodista, conforme orientações da respectiva área de conhecimento, especialmente se estiver vinculado a um programa de pós-graduação stricto sensu.

b) Artigos/ensaios originais

Compete à Comissão Editorial zelar pela originalidade dos artigos científicos, restringindo a publicação de artigos já conhecidos, traduções ou situações especiais.

c) Relatos de experiências, resenhas bibliográficas, notas técnicas

A Comissão Editorial deve estimular a presença regular de relatos de experiências, resenhas bibliográficas, notas técnicas e outros textos, abordando, de preferência, fatos relativos à Metodista e eventos que contaram com a sua participação.


4) Circulação

a) Indexação em bases de dados

A indexação de uma revista científica significa o seu cadastramento em uma fonte de informação, que pode ser um índice bibliográfico impresso ou uma base de dados, a partir de critérios específicos de seleção dos documentos definidos pelas fontes indexadoras. Deve-se privilegiar indexadores reconhecidos na área do conhecimento – nacionais e internacionais. Cabe à Comissão Editorial a busca de bases de indexação com vistas à qualificação da publicação. Caso envolva custos, o cadastramento deve ser previamente aprovado pelo Conselho de Política Editorial.

b) Formas de aquisição e distribuição

Devem constar informações sobre as formas de aquisição: assinatura, venda avulsa, permuta ou distribuição gratuita. No caso de publicações eletrônicas, deverá constar explicação clara a respeito, quando houver versão impressa equivalente. Cabe à Editora esta responsabilidade.

c) Disponibilidade em bibliotecas de uni­­ver­sidades brasileiras

Deve-se privilegiar a presença dos periódicos nas bibliotecas de universidades brasileiras que possuam cursos e programas similares à área de conhecimento do periódico. A Comissão Editorial faz as indicações e a Biblioteca Jalmar Bowden encaminha as publicações.

Ambiente virtual de aprendizadoAcesso ao siga

Atendimento online

 

AGENDA
Próximos eventos…
X
Baixe aqui o aplicativo da Metodista

GRÁTIS - Na Store