Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / orquestra / Notícias / Filarmônica da Metodista se apresenta na Virada Cultural

Filarmônica da Metodista se apresenta na Virada Cultural

09/05/2012

09/05/2012 20h50 - última modificação 10/05/2012 21h06

Maestro Daniel Martins rege a Filarmônica na Virada Cultural. Foto: Mônica Rodrigues

Show de stand up com comediantes como Danilo Gentili, uma apresentação de Suspensão – em que uma pessoa é suspensa por ganchos – acompanhada por um DJ, rodas de samba e dezenas de shows de pop e rock. Mesmo com tantas opções, 97 pessoas decidiram, na noite do último sábado (5), conferir a apresentação da Camerata da Filarmônica Jovem Camargo Guarnieri da Universidade Metodista de São Paulo, durante a Virada Cultural de São Paulo.

 

Para se apresentar no Espaço cultural Dona Julieta Sohn – Casarão do Belvedere, a Filarmônica optou pelo formato de camerata, com menos integrantes; normalmente, a Orquestra se apresenta com mais de 50 integrantes. Com várias crianças, jovens e também pessoas mais velhas, o local estava cheio, com gente tendo ficado de fora devido à lotação. Vários casais aproveitaram o romantismo das Quatro Estações de Vivaldi para começar a programação da Virada.

 

Com o pequeno Benício, de 6 meses no colo, a chef de cozinha Elaine Cristina de Sá, 35, era uma das presentes. Ela contou que o marido, Flávio Gonzalez, 40 colocava música clássica desde a gravidez para a criança já ir se acostumando. “Ele quer que ele goste de música desde cedo”, explica. Elaine concorda, e acredita que a este tipo de música “agrega inteligência, bom relacionamento” para as crianças.

 

Indie Rock, pop italiano, hip hop alemão e… música clássica

 

É o que parece ter acontecido com Rafaela Sampaio, 14, que gosta do estilo desde pequena, após ter feito no Colégio um projeto exatamente sobre as Quatro Estações de Vivaldi. “Sempre quis ser maestrina”, contou a jovem, que estava acompanhada da mãe, Ana Cristina, 49. “Eu que quis (ir ao concerto) e a arrastei”, entregou, desmistificando a ideia de que a mãe é que pudesse ter convidado a filha.

 

O fato de gostar de música clássica não faz com que Rafaela deixe de ser tão adolescente quanto seus colegas: a tiracolo durante a apresentação, sua bolsa entregava, cheia de bottons, seu gosto por bandas de rock como The Beatles e The Who. “Gosto de rock, Indie, adoro The Who, pop italiano, hip hop alemão”, enumerou Rafaela, mostrando que, por mais eclético que seja, sempre há espaço para a música clássica no gosto musical das pessoas.

Confira algumas fotos no nosso Flickr

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,