Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Omabc / Notícias / Medalhistas participam de cerimônia de premiação da Olimpíada de Matemática do Grande ABC

Medalhistas participam de cerimônia de premiação da Olimpíada de Matemática do Grande ABC

Competição premiou 51 dos 4 mil inscritos

05/12/2018 15h55 - última modificação 07/12/2018 16h52

Premiados receberam medalhas e certificados

A Cerimônia de Premiação da 15ª Olimpíada de Matemática do Grande ABC (OMABC 2018) ocorreu no último dia 1º de dezembro, no anfiteatro Marcio de Moraes da Universidade Metodista de São Paulo. A Instituição coordena a competição por meio de parceria entre o curso de Matemática, a Escola de Engenharias, Tecnologia e Informação e a Escola de Comunicação, Educação e Humanidades.

Etapa seletiva para Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), a OMABC 2018 contou com participação de cerca de quatro mil alunos das sete cidades do Grande ABC. Foram 51 medalhistas no total – seis condecorados com medalha de ouro. As instituições de ensino que os premiados representam também receberam certificados de homenagem. 

Medalhista de bronze no Nível 2, que compreende alunos de 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, Amanda Akemi Perina Kouchi cursa o 9º ano do Colégio Metodista e recebeu o resultado com emoção. "Fiquei muito surpresa com o resultado. Não estava esperando, de verdade. Gosto bastante de Matemática e das disciplinas exatas. A professora inscreveu alguns alunos e eu fui premiada", revelou. É a segunda vez que Amanda participa da competição.

texto2.jpg
Aluna do Colégio Metodista, Amanda Akemi Perina Kouchi foi medalhista no Nível 2
Iniciação científica

Coordenadora da OMABC e do curso de Matemática da Metodista, a professora Débora Bezerra foi responsável pela apresentação do evento. Além de valorizar a melhoria do entendimento da disciplina entre alunos dos ensinos fundamental e médio, a docente explica que a premiação em competições de conhecimento pode abrir portas no ensino superior.

"Existem instituições públicas que abrem vagas especiais para esses alunos. A Unicamp agora tem 90 vagas destinadas para medalhistas de olimpíadas científicas”, incentiva.

Além disso, alunos premiados nas competições nacionais (OBM e OBMEP) garantem bolsa de iniciação científica para quando ingressarem no ensino superior. Se optarem por seguir carreira acadêmica nos níveis de Mestrado e Doutorado, também terão bolsa pela Capes/CNPQ.

“Conquistar uma medalha pode abrir muitas portas fora do Brasil também. Professores que analisam currículos dos alunos que se inscrevem em processos seletivos em universidades americanas, por exemplo, consideram essas conquistas científicas”, explica a coordenadora.

O papel da Metodista

Com a proposta de valorizar a atividade intelectual, a competência e o saber, a Metodista coordena a Olimpíada de Matemática do Grande ABC, criada pela Instituição há 15 anos.

A competição conta com participação de alunos do Ensino Fundamental (a partir do 6º ano) e do Ensino Médio de escolas públicas e particulares das sete cidades do Grande ABC – Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, além de alunos que concluíram o Ensino Médio no ano anterior e ainda não ingressaram em curso superior.

“A Metodista tem um know-how muito grande. Começamos como coordenadores da OBM e fomos convidados a participar como coordenadores da OBMEP. Depois criamos a competição regional”, citou professora Débora Bezerra.

Confira a lista completa dos premiados.


Veja as fotos oficiais da premiação: 

Cerimônia de Premiação - Olimpíada de Matemática do Grande ABC

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,

 

APOIADORES:

 

 

 

X