Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2019 / Outubro / Professora da Finlândia fala sobre aprendizagem online como plataforma de internacionalização

Professora da Finlândia fala sobre aprendizagem online como plataforma de internacionalização

Encontro foi organizado pela coordenação de Ensino a Distância Metodista

25/10/2019 20h05 - última modificação 25/10/2019 21h29

Professora da Finlândia (à esquerda) fala sobre aprendizagem online

A Finlândia é conhecida pelo modelo de educação exemplar e de qualidade. O país nórdico investe muito na área e está sempre nos primeiros lugares do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). O sistema avalia o nível de aprendizagem de jovens de 15 anos nos países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O Ensino Superior e aprendizagem online também é uma grande preocupação dos finlandeses. Dentro desse contexto, a Universidade Metodista de São Paulo convidou a educadora Marjo Joshi, da Universidade de Ciências Aplicadas de Turku (TUAS), para falar sobre o assunto. A palestra ocorreu na tarde de 24 de outubro no auditório do Edifício Capa, campus Rudge Ramos. A docente veio ao Brasil em virtude do 25º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, em Poços de Caldas.

Marjo Joshi gerencia na instituição finlandesa a graduação online em Negócios Internacionais, além de coordenar todos os cursos de graduação de Ensino a Distância (EAD). Ela falou sobre a Finlândia e suas similaridades com o Brasil. “Apesar de sermos um país menor,  também temos a barreira da língua que nos separa de outras nações. A questão da localização, por exemplo, também é algo semelhante. Estamos afastados dos grandes centros culturais da Europa. É por isso que aprender online pode nos trazer tantas possibilidades”, declarou.

Joshi também afirmou que as instituições precisam pensar como vai ser a educação no futuro. “O mundo está mudando, a forma de trabalhar não é mais a mesma e, consequentemente, o ensino também tende a mudar. Precisamos ficar atentos para novas formas de educação”, disse. De acordo com pesquisas feitas na Universidade de Turku, os alunos desejam ter contato com outros estudantes ao redor do mundo. “Eles entram em contato com muitas culturas e acabam tendo mais possibilidades que o intercâmbio tradicional. Não estou falando que a visita a outros países deve acabar, mas a internacionalização e aprendizagem online acabam ajudando pessoas que não teriam condições de sair de suas localidades”, afirma a palestrante.

A educadora também falou sobre a metodologia “Innopeda” (Pedagogia da Inovação), sistema criado pela Universidade de Turku que tem como objetivo a criação de inovações. Além de estimular novas formas de ensinar e aprender, a abordagem possibilita o desenvolvimento de competências individuais e de trabalho em rede.

A palestra da professora Marjo Joshi contou a participação de estudantes de pós-graduação, mestrado, doutorado, professores dos cursos presenciais e EAD. Para o diretor de Ensino a Distância Metodista, Márcio Araújo Oliverio, “a ideia foi estreitar laços, conhecer mais o programa e criar possibilidades de parcerias e intercâmbios futuros com a Universidade de Turku”. A psicóloga Miriam Amaral foi a intérprete da programação. 

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,
X