Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / Dezembro / Conselho Universitário aprova concessão de título Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Conselho Universitário aprova concessão de título Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Proposta do título foi baseada na atuação acadêmica, social e política de FHC

19/12/2018 15h35 - última modificação 20/12/2018 11h30

Professor Paulo Borges Campos Júnior ao lado do ex-presidente em encontro realizado na Fundação FHC

O Conselho Universitário (Consun) da Universidade Metodista de São Paulo aprovou por unanimidade a concessão do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso. No último dia 3 de dezembro, o reitor da Metodista, professor Paulo Borges Campos Júnior, reuniu-se com o ex-presidente na sede da Fundação FHC, instituição que atua com a preservação de documentos relativos ao Governo Fernando Henrique Cardoso e promove debates sobre democracia e desenvolvimento.

O reitor destacou que a proposta do título foi baseada na atuação acadêmica, social e política de FHC. “Além de sua atuação em cargos como senador e ministro e do exemplo como presidente da República, com respeito às instituições e no desenvolvimento do Brasil, o ex-presidente possui importante trajetória acadêmica e produção intelectual”, disse.

Para o diretor da Escola de Comunicação, Educação e Humanidades e relator da proposta de concessão do título, professor Kleber Carrilho, essa é mais uma iniciativa que visa “manter a Metodista conectada com as mais diversas visões, forças e ideologias políticas”. Para o docente, o ambiente universitário tem a missão de valorizar a pluralidade e a capacidade de diálogo com todas as esferas da sociedade.

O título de Doutor Honoris Causa é concedido por universidades a pessoas eminentes, que tenham se destacado na atuação social e política por virtudes, méritos e ações de serviço que influenciem e transformem a sociedade.

FHC

Fernando Henrique Cardoso foi presidente do Brasil por dois mandatos, entre 1995 e 2003. Também foi senador pelo Estado de São Paulo na década de 1980, ministro das Relações Exteriores (1992-1993) e da Fazenda (1993-1994). É bacharel em Ciências Sociais e doutor em Sociologia, tendo lecionado em países como México, Chile, Argentina e França, além da Universidade de São Paulo (USP).

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:
X