Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / Março / Professor de Publicidade fala ao jornal Nexo sobre campanha do medo

Professor de Publicidade fala ao jornal Nexo sobre campanha do medo

Medida adotada por políticos tem como objetivo causar suspense à população

08/03/2017 17h35 - última modificação 08/03/2017 21h47

No cenário político não faltam exemplos de candidatos que aderiram à campanha do medo como forma de pressionar a população e o concorrente. A medida consiste em mostrar aspectos ruins de quem está do outro lado, influenciando a sociedade. A última ação nesse sentido foi protagonizada pelo PMDB, em imagem compartilhada no Facebook do partido, dizendo que, caso a reforma da Previdência não seja aprovada, programas como Bolsa Família e Fies podem chegar ao fim.


Em entrevista ao jornal Nexo, o professor e doutor em comunicação política Kleber Carrilho, do curso de Publicidade e Propaganda, explica como a medida é adotada. A construção do medo consiste em elaborar uma mensagem que possa ser aceita por todos e focar em um único inimigo, mostrando que as iniciativas pensadas pela oposição podem trazer problemas à sociedade. No caso da publicação do PMDB, o objetivo era mostrar como o dinheiro gasto na Previdência pode ser o vilão das contas públicas.


Acompanhe aqui a matéria completa.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,