Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2015 / Agosto / Metodista apresenta nova estrutura organizacional

Metodista apresenta nova estrutura organizacional

Professor Marcio de Moraes, reitor da Universidade, explica em vídeo nova divisão por Escolas

11/08/2015 17h15 - última modificação 28/08/2015 15h18

A partir de 2016, a Universidade Metodista de São Paulo passará a ter uma nova estrutura organizacional: a divisão passa a ser feita por Escolas, não mais por faculdades. A transição será realizada neste 2º semestre de 2015, para que a implantação seja efetivada já no primeiro dia de 2016.

O professor Marcio de Moraes, reitor da Universidade, explica que esta nova estrutura vem sendo discutida e planejada desde o final de 2013, até ser aprovada pelo Conselho Universitário no final de 2014. Nessa reunião ficou definido o calendário de implantação, com a transição ocorrendo a partir de agosto de 2015 e a implantação efetiva em 2016.

Organização por Escolas 

A principal mudança diz respeito à organização por Escolas: se até então a Metodista estava dividida em sete faculdades, a nova estrutura prevê cinco escolas: a Escola de Teologia, com direção do Prof. Paulo Roberto Garcia; a Escola de Comunicação, Educação e Humanidades, com direção do prof. Nicanor Lopes; a Escola de Ciências Médicas e da Saúde, com direção do Prof. Rogério Gentil Bellot; a Escola de Engenharias, Tecnologia e Informação, com direção do Prof. Carlos Eduardo Santi; e a Escola de Gestão e Direito, com direção do Prof. Fulvio Cristofoli.

Flexibilidade e trabalho sinérgico

Essa mudança permite uma maior flexibilidade, afirma o reitor, que também destaca a manutenção da importância dos cursos. “É importante que nós todos tenhamos a consciência, que qualquer que seja a estrutura de uma universidade, o que conta de fato são os cursos, as coordenações de curso, e a possibilidade do curso se desenvolver, e isso não foi alterado em momento nenhum”, ressalta o prof. Marcio. 

O reitor destaca ainda a vantagem aos alunos, que poderão trabalhar de forma mais próxima com colegas de cursos de outras áreas do conhecimento, como no caso da nova Escola de Comunicação, Educação e Humanidades, por exemplo. “Nossa expectativa é de que os ganhos sejam significativos para a Universidade”, afirma.

Ao final, o reitor convoca toda a comunidade de professores, funcionários técnico-administrativos e alunos a ajudar nesse momento de mudança. “Nós estamos promovendo um trabalho mais sinérgico entre as diferentes áreas da Instituição. A gente tem muita expectativa de que essa nova estrutura traga para a Metodista avanços, ainda maiores do que aqueles que nós já conquistamos nesses nossos 45 anos de vida”, finaliza o Prof. Marcio de Moraes.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , ,
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático