Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2013 / Fevereiro / Resolução de conflitos: Práticas Restaurativas

Resolução de conflitos: Práticas Restaurativas

08/02/2013

08/02/2013 12h49

NOVO CURSO DA METODISTA BUSCA ALTERNATIVAS PARA PROMOVER MELHORES FORMAS DE SOLUCIONAR PROBLEMAS

Situações de conflito são naturais e muito comuns. Problemas familiares, no trabalho, nas instituições de ensino e em diversas outras ocasiões acontecem diariamente e às vezes tomam grandes proporções e fica difícil controlá-los.

Os processos judiciais demoram a ser resolvidos e em algumas situações acabam sendo ineficazes. Uma das partes envolvidas ganha a causa, entretanto as relações interpessoais permanecem abaladas e o problema pode até evoluir.

Uma das alternativas para resolver estes conflitos de maneira que gere benefícios para ambas as partes são as práticas restaurativas. Conforme resolução do Conselho Nacional de Justiça CNJ 125/2012, essas medidas estão inseridas formalmente na Política Judiciária Nacional de Tratamento
Adequado dos Conflitos.

Para que as práticas restaurativas sejam instaladas é preciso profissionais
capacitados. Com esse objetivo, a Universidade Metodista de São Paulo, por meio da EMEC – Escola Metodista de Educação Corporativa criou o curso de Especialização Lato Sensu: Resolução de Conflitos – Práticas Restaurativas.

“Iremos formar profissionais com competência e habilidade para a resolução de conflitos. Há um número excessivo de processos nos fóruns e
com uma boa avaliação é possível perceber que grande parte se trata de problemas interpessoais”, explica a coordenadora do curso, professora Maria Geralda Viana Heleno, que ainda enfatiza a importância de disseminar a cultura de paz. “Quando o conflito é resolvido por meio da conciliação, cria-se experiência, adaptação a situação e gera uma sensação de prazer, de bem-estar. Quando não resolve gera sensações ruins, podendo levar a intransigência, processos, brigas e violência.”

Os alunos serão capazes de lidar com situações de conflito e resolvê-las
pacificamente. “Hoje em dia há uma imensa quantidade de processos sobre violência doméstica, pois muitos não sabem que existem outras ma neiras de resolver seus conflitos”, exemplifica
a professora.

O curso é de fluxo contínuo e modular, permitindo o ingresso de novos
alunos em turmas em andamento.

Para saber mais acesse: www.metodista.br/emec

Paula Lima
paula.come@metodista.br

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático