Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2012 / Outubro / Crescimento da Vila São Pedro leva melhoria a moradores

Crescimento da Vila São Pedro leva melhoria a moradores

15/10/2012

12/11/2012 20h19 - última modificação 12/11/2012 20h19

Qualidade de vida da população aumenta com a chegada da Unidade de Pronto Atendimento e a pavimentação da maioria das ruas

Considerada a maior favela de São Bernardo do Campo, a Vila São Pedro tem cerca de 65 mil habitantes e circunda bairros de classe média da cidade, como Baeta Neves e Nova Petrópolis. Apesar de enfrentar problemas em diversos setores, a Vila São Pedro oferece um variado e forte comércio local e também se destaca pela proximidade com a região central da cidade, fator que auxilia o comércio e a mobilidade urbana.

De acordo com o presidente do Conselho Popular da Vila São Pedro, Ronaldo Silva Barrence, a comunidade começou a se formar nos anos 1980 com um grupo de 600 pessoas. O local, considerado um bairro pelos mo adores, possui cerca de 220 ruas, das quais 188 asfaltadas, além de creches, escolas e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Durante quase três décadas, os moradores já sofreram bastante, principalmente com riscos de desabamentos nas casas construídas em vielas e em áreas de risco.

Barrence conta que, entre 1999 e 2000, aconteceram algumas mortes no local. “Na época o poder público não tinha interesse em fazer obras que nos ajudariam a acabar com esse problema”, diz. O presidente do Conselho explica que a comunidade só conseguiu reverter essa situação quando os moradores se organizaram para formar o Conselho Popular. “Reunimos representantes para ir até o fórum onde o juiz deliberou que o poder municipal poderia fazer as obras na Vila São Pedro”. Damião Pereira Conrado, um dos moradores mais antigos da Vila, conta que nada veio fácil. “Sempre fizemos as coisas com muita luta. Tanto a pavimentação das ruas, quanto a creche, só foram obtidas graças a ações judiciais”, diz.

O caráter pró-ativo da população da Vila São Pedro virou tema de filme. Em 2010, o documentário “Vila São Pedro e sua Gente” foi exibido pelo cineasta baiano José Milton dos Santos, um ex-morador da Vila. Em 22 minutos, os habitantes da comunidade, personagens da própria história, contam sobre como é morar naquele local e falam das mudanças observadas ao longo dos anos.

 

Ampliando o conhecimento

 

  • Livros

"Evangélicos e periferia urbana em São Paulo e Rio de Janeiro:

estudos de sociologia e antropologia urbanas"

Dario Paulo Barrera Rivera, Editora CRV, 296 páginas.

Escudado em pesquisas de campo, entrevistas nas áreas periféricas e favelas do Rio e de São Paulo, o livro revela toda uma complexidade de articulações entre a condição de morador de periferia e a pertença/preferência pentecostal. Veja entrevista com o autor: http://bit.ly/PRohTf.

 

"Breve História das Favelas"

Luis Kehl, Editora Claridade, 112 páginas

Além do lixo, do esgoto a céu aberto e das crianças doentes, nesta obra a favela é descrita como um local onde as pessoas são capazes de sobreviver às adversidades e, dentro de seu contexto, ainda prover formas estruturadas de sustentabilidade, resistência e de felicidade.

 

  • Filme

"5x Favela - Agora Por Nós Mesmos" (2010)

Diretores: Cacau Amaral, Cadu Barcelos, Luciana Bezerra, Manaíra Carneiro, Rodrigo

Felha, Wagner Novais, Luciano Vidigal. Trailer: http://bit.ly/RWzuUW

Este filme é formado por cinco histórias independentes entre si, cômicas e trágicas, que refletem as múltiplas faces do cotidiano dos moradores das favelas e fogem dos estereótipos violentos que costumam ser associados à vida nas comunidades.

 

  • ONG

"Habitat para a humanidade - Brasil"

www.habitatbrasil.org.br

Articula e apoia o desenvolvimento de comunidades, por meio de ações de construção, reforma e melhoria de unidades habitacionais, regularização urbanística e fundiária de assentamentos.

 

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático