Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2012 / Novembro / Talento Metô: “Sempre tive um veio artístico”

Talento Metô: “Sempre tive um veio artístico”

19/11/2012

19/11/2012 17h33

Professora Cândida Vieira (ao centro), cujo gosto pela costura e pelo patchwork foram herdados da mãe e da avó. Foto: arquivo pessoal

 

[ ALÉM DAS AULAS NO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, CÂNDIDA CONCEIÇÃO VIEIRA TAMBÉM SE DEDICA A PRODUZIR PEÇAS EM PATCHWORK

 

A destreza com os tecidos, linhas e agulhas não é de hoje e vem de família. Tanto a mãe como a avó faziam roupas e peças para casa, como aventais e jogos de cama. Assim, não foi difícil para Cândida Conceição Vieira, professora do curso de Ciências Biológicas, seguir no mesmo caminho. Quando mais nova, ela também fazia vestidos e blusas. “Sempre gostei muito do ritual de costurar, do corte, do encaixe perfeito, da precisão.”

A docente, que tem um mestrado e um doutorado no currículo, conta que por muito tempo reprimiu este hobby para se dedicar à sua formação. “Sempre tive um veio artístico. Depois que fiz um curso, nunca mais evitei isso na minha vida.” E assim o patchwork passou a fazer parte de seu cotidiano.

E essa decisão de Cândida Vieira rendeu frutos. Alguns anos atrás, ela organizou um curso online de crazy quilting, com seis semanas de duração. “A demanda por esse tipo de informação no Brasil é enorme e a maior parte do material é em inglês. Dei três vezes o curso e teria tema para mais outros três.” Além do curso, a professora publicou um livro com mais de 200 páginas sobre o assunto e chegou a ser convidada para dar aulas no Senac.

Se aceita encomendas? “Não consigo fazer nada para vender. Sou exigente, perfeccionista e levaria muito tempo fazendo cada peça”, afirma a professora. “Mas já expus meus trabalhos e, na época que começou o Orkut, cheguei a montar uma comunidade sobre o assunto.”

Até um portão que vejo na rua serve como inspiração. “Sou privilegiada por fazer isso.”

Saiba mais

  • Patchwork: técnica pela qual são emendados retalhos de tecidos de diferentes cores e tamanhos para formar desenhos, numa espécie de mosaico.
  • Crazy quilting: técnica de patchwork em que são usados retalhos de tecidos de formatos e cores diferentes sem um padrão definido.
  • Panô: painel decorativo de tecido liso ou estampado, podendo ter aplicações ou ser pintado, com ou sem moldura, usado em paredes.

 

Gabriela Rodrigues

gabriela.rodrigues@metodista.br

 

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático