Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2008 / Setembro / Ricardo Kotscho participa do 7º Encontro de Jornalismo

Ricardo Kotscho participa do 7º Encontro de Jornalismo

24/09/2008

24/09/2008 13h45 - última modificação 24/09/2008 19h18

O 7º Encontro de Jornalismo debateu na noite desta terça-feira, 23 de setembro, “Reportagem X Informação em Tempo Real”. O painel, que foi mediado pela professora Margarete Vieira, contou com a participação do jornalista Ricardo Kotscho e do fotógrafo Hélio Campos Mello, também diretor de redação da revista Brasileiros. 

O painel teve início com Hélio Campos Mello. O fotógrafo cobriu duas guerras, entre elas a Guerra do Golfo, em 1990. “Por sorte estou aqui para contar. Prometi para minha família não fazer de novo”. Hélio apresentou as principais características da Brasileiros como a valorização da dupla repórter e fotógrafo, o respeito à linguagem do autor e a busca pela informação bem-humorada. “É uma revista de reportagens com foco no Brasil”, completou Mello.

Explicou ainda que o objetivo é contar histórias do povo brasileiro que não aparecem na mídia. “Não temos medo de publicar boas notícias. Entendemos que o Brasil precisa gostar um pouco mais do Brasil. Isso não quer dizer que vamos ignorar os problemas dos quais padecemos, mas o país é muito melhor que a imprensa publica”. 

Ricardo Kotscho disse ainda que a revista busca retratar outras regiões além do eixo Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Segundo o jornalista, a cobertura do poder é predominante na grande imprensa e não passa da mesmice.  “Nós procuramos fazer o contrário. Mostrar a vida nas ruas, nos campos, nos fundões do Brasil”, afirmou. 

A equipe de pauteiros são os próprios leitores, que ainda se propõem a escrever as matérias. “São dezenas de sugestões de pautas. Nós fazemos uma reunião mensal para simplesmente discutir o que é mais interessante do ponto de vista jornalístico”, explicou Kotscho. 

O portal da revista Brasileiros (www.revistabrasileiros.com.br) também abriga o blog Balaio do Kotscho. Em tom humorado, o jornalista declarou que não é fácil se tornar blogueiro aos 60 anos, mas está sendo muito divertido. 

Para Kotscho, a tendência com a Internet é o momento em que todos serão emissores e receptores de informação. “Está havendo uma democratização da informação no Brasil, que antes era muito centralizada, mas existe muita irresponsabilidade porque não há regra do jogo”, disse.  

Quando questionado sobre a obrigatoriedade do diploma, Kotscho afirmou que mais importante é a regulamentação da profissão. Para ele, todos deveriam passar por um exame de acesso ao exercício profissional. “A medida seria necessária não só para defender a categoria dos jornalistas ou não-jornalistas que freqüentam a nossa profissão, mas principalmente para defender a sociedade de abusos da imprensa”.


Crédito da foto: Tamara de Napoli

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , ,
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático