Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2008 / Setembro / Encontro de Jornalismo recebe ex-alunos

Encontro de Jornalismo recebe ex-alunos

22/09/2008

22/09/2008 20h55

Palestrantes do Encontro de Jornalismo Crédito: Mariana Espósito

O primeiro dia do 7º Encontro de Jornalismo da Metodista teve a presença dos ex-alunas Ana Carolina Castro e Camila Maglieri Marconato, ambas do Globo Rural, e Leandro Mota, repórter da CBN. O mediador do painel, que contou com questões feitas por alunos e sessão de fotos, foi o professor da Fajorp (Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas) Jorge Tarquini.

Ana contou sua trajetória dentro da Metodista, desde sua entrada em 1998 até sua formatura em 2001. A jornalista começou no Rudge Ramos Jornal (produzido por alunos do 5º semestre de Jornalismo) e passou pelo Diário do Grande ABC. “Nunca quis fazer televisão, entrar para a Globo e produzir os telejornais foi uma grande surpresa para mim!” , revelou Ana.

Mota, que se formou em 2005, nunca quis fazer Jornalismo: “Estava indeciso entre Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Decidi por jornalismo no dia do vestibular e quando me vi na sala de aula descobri que era exatamente o que eu queria”.

Na CBN, Mota foi repórter de Política, Cidades, e Economia, mas foi na editoria de polícia que se sentiu realizado: “Era como em um filme de Hollywood!”, diz. Na época dos ataques do PCC (2006) trabalhou na cobertura dos atentados: “Eu usava coletes à prova de bala para ir às ruas ver as manifestações“. Atualmente repórter de esporte da rádio, participou dos Jogos Pan-Americanos do Rio das Olimpíadas de Pequim. “Só de estar do outro lado do mundo já era sensacional, os chineses olhavam para mim no metrô como se eu fosse um ET”, diverte-se Mota.

Ao contrário de Mota, Camila sempre desejou ser jornalista: “Eu queria ser jogadora de futebol, mas na minha época de criança nem existia futebol feminino. Então uma amiga me disse que eu podia ser jornalista, e dessa forma ficar perto do futebol, que eu tanto amo!”, explica. Assim como Ana, não gostava de televisão, mas quando surgiu à oportunidade de trabalhar na Rede Globo não hesitou: “A televisão é como um bichinho que te morde e faz com que você se apaixone muito rápido”.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático