Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2008 / Fevereiro / As Delícias Do Escrever

As Delícias Do Escrever

14/02/2008 16h52 - última modificação 14/02/2008 16h52

SÃO PAULO (saudades das pastilhas) - A dica foi do Panda, o texto está no blog do Ricardo Soares. Só entende quem suou a camisa, suou mesmo, porque não havia ar-condicionado, no quarto andar da Barão de Limeira em meio às metrancas das Remington para, no fim da noite, catar a criança recém-saída das rotativas. E achar um monte de erros, dizer que ficou uma merda, arrumar tudo, e no dia seguinte fazer tudo de novo.

O jornalismo como o conheci não existe mais, e aqui não é mais um caso de nostalgite aguda, mas apenas uma constatação. Os jornais estão se tornando quase desnecessários, porque são ruins. Talvez tenham sido sempre ruins (mas não eram; faço a concessão apenas para que não me acusem, de novo, de viver do passado), mas eles eram importantes e era neles que todos buscavam esse negócio chamado informação.

Éramos os donos da informação. A internet nos tirou, de nós, jornalistas, o título de proprietários das notícias. Elas estão aqui, ali, em todo lugar, a um clique do computador ou do celular. Nâo há mais furos ou surpresas. Nada que se guarde para o dia seguinte.

Tudo se sabe, a velocidade é estonteante. Mas, no fundo, continuamos sem saber de nada. E o mundo precisa de alguém que organize as coisas, porque senão todos enlouquecem. Aí voltamos nós, jornalistas, para organizar as coisas. Só que em outros meios. O jornal de papel vai ficando para trás, o barulho da Redação, assim mesmo, com R maiúsculo (uma de nossas manias; a Redação é nosso templo), é apenas um rumor que ficou para trás, que talvez os cientistas reencontrem no futuro, como o eco do Big Bang.


Fonte: Blig do Gomes (http://ultimosegundo.ig.com.br/esportes/opiniao/blig_do_gomes/index.html?act=lkpost&arquivohtml=2008_02&postanch=post_19066651&ext=true)

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático