Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2007 / Outubro / Dolores Duran homenageada na Rádio Metodista

Dolores Duran homenageada na Rádio Metodista

01/11/2007 19h11

O Programa Destaque, veiculado na Rádio Metodista On-Line todas as terças-feiras às 15h e 21h (reprise), traz nessa semana, no dia 6 de novembro, Denise Duran e Izzy Gordon para relembrar e homenagear a carreira de uma das cantoras, compositora e atriz da Década de 1950: Dolores Duran. Denise Duran é a irmã mais nova de Dolores e Izzy Gordon é filha de Denise e sobrinha de Dolores.

Para os que estiverem interessados em ouvir este programa ou a programação da Rádio Metodista On-Line, entre no site www.metodista.br/rádio e clique no link superior direito escrito “Ouça agora”.

“Em primeiro lugar, ela ganhou destaque porque teve uma origem muito pobre e conseguiu se destacar como cantora e compositora. Além disso, ela rompeu tabus ao compor, visto que a maior da parte dos compositores eram homens e o mundo da música sempre foi, de certa forma, machista”, afirma o professor Herom Vargas, que leciona para as faculdades de Jornalismo e Relações Públicas (FAJORP) e Comunicação Multimídia (FACOM), na Universidade Metodista de São Paulo.

Vargas também ressalta que a fama rápida e a morte precoce ajudaram a eternizá-la. “O fato de ter feito um sucesso muito grande e ter morrido cedo também chamam a atenção. Ela teve como característica a dor-de-cotovelo, sambas-canções, boleros, maior parte tristes e melancólicas”.

Dolores Duran
Nascida Adiléia Silva da Rocha em 7 de junho de 1930, a cantora obteve reconhecimento pela primeira vez aos dez anos de idade, no programa “Calouros em Desfile” – comandado por Ary Barroso na Rádio Tupi –, no qual obteve o primeiro lugar.

Em pouco depois, o pai da artista morreu e passou a trabalhar como atriz de rádio e teatro. Aos 16 anos, Adiléia Silva da Rocha virou Dolores Duran, nome artístico com o qual começou a se apresentar como crooner (cantora) de boates cariocas.

Em 1952, Dolores gravou seu primeiro disco. Músicas como “Canção da Volta” e “Bom É Querer Bem” lhe renderam fama como cantora. Já “Se É por Falta de Adeus”, escrita junto com Tom Jobim, marcou a estréia de Duran como compositora. A parceria com Tom produziu outros sucessos, que também nas composições solo.

Ela morreu em 24 de outubro de 1959, aos 29 anos, de parada cardíaca, supostamente por overdose de barbitúricos (substâncias que funcionam como calmantes e podem causar dependência). Para saber mais sobre a artista, clique aqui.

O Programa Destaque
O Programa Destaque que tem por objetivo o resgate da memória de personalidades importantes e especiais da área da comunicação. O entrevistado é convidado a um bate-papo sobre a sua trajetória profissional, relatando fases marcantes de sua vida e grandes momentos da comunicação brasileira.

Programa Destaque: Dolores Duran
Quando: 6 de novembro, terça feira
Exibição: 15h
Reprise: terça-feira às 21h e quinta-feira às 10h
Endereço: www.metodista.br/radio

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , ,
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático