Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2005 / 03 / 15 / Mulher: 1857 - 2005 - Avanço? Retrocesso? Estagnação?

Mulher: 1857 - 2005 - Avanço? Retrocesso? Estagnação?

Leia texto da professora Esther Lopes, secretária do Conselho Diretor do IMS, a propósito do Dia Internacional da Mulher

15/03/2005 11h08 - última modificação 10/03/2006 15h58

Todos sabemos que o episódio que deu origem ao Dia Internacional da Mulher ocorreu no ano de 1857. De lá para cá, transcorreram 148 anos. O mundo assistiu ao fim do século XIX, viveu o século XX e adentrou o século XXI.

Se analisarmos a História, no que tange ao sexo feminino, neste período, vamos observar que em muitos países, setores e espaços houve avanços, conquistas, mudanças significativas, enquanto em outros a estagnação é visível e em outros, ainda podemos registrar retrocessos.

O que comemorar? O que ressaltar?

Neste momento, sinto que vale abordar os avanços alcançados em nosso país, pois falar sobre eles nos traz esperanças de um mundo melhor. Mundo que busca a igualdade de gênero, para mehorar a qualidade de vida e de relacionamentos. Como estamos em uma Instituição Educacional, gostaria de ressaltar as conquitsas da mulher na Educação.

A mulher está presente em todos os níveis de ensino no Brasil e constitui a maioria nos bancos escolares e nos quadros docentes das Instituições Educacionais. Na Graduação, a dominância é feminina e as mulheres detêm o maior número de bolsas dos cursos de mestrado e doutorado.

As Instituições Metodistas de Educação contibuem com este número crescente: basta dar uma olhada nos quadros docentes de nossas escolas.

Na semana em que se comemorou o Dia Internacional da Mulher, muitos jornais, sites na Internet e canais de televisão noticiaram a publicacação da "Trajetória da Mulher na Educação Brasileira", um trabalho do MEC lançado pela ministra Nilcéia Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - SPM (esta secretaria, também, é uma conquista que deve ser ressaltada).

Segundo a ministra: "o estudo visa ampliar as possibilidades de análise sobre a trajetória da mulher na educação brasileira" e reúne diversos dados colhidos pelo INEP de 1996 a 2003.

Certamente outros estudos e outras obras relatam experiências e demonstram dados sobre esta verdade: em se tratando de Educação, nós, mulheres brasileiras avançamos em nossas conquistas e por isso podemos comemorar a data que para nós foi instituída.

Esther Lopes
Secretária
Conselho Diretor - IMS

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático